Quinta-feira, 07 de Julho de 2022

“O mal existe no mundo porque o homem quis ser Deus”, reflete padre Edivino Sicuro

20/05/2022 às 12:03

Por que existe o mal, se Deus é bom? Deus permitiu que a pandemia acontecesse? Estes e outros questionamentos foram debatidos pelo padre Edivino Sicuro durante o programa Manhã Total, apresentado por João Barbiero na rádio Lagoa Dourada FM, nesta sexta-feira (20).

Para responder ao primeiro questionamento, padre Edivino Sicuro relembra os livros do antigo testamento da Bíblia. “No primeiro capítulo do Gênesis diz lá: “E Deus viu que tudo era bom”. Se Deus viu que tudo era bom, onde está a origem do mal? E pior do que isso: por que o justo sofre? É porque o ser humano quis ser Deus”, explica.

O religioso ainda exemplifica com o capítulo terceiro do livro de Gênesis, que fala sobre o ‘pecado original’. “A serpente quando fala com a Eva, claro que isso tudo é uma linguagem simbólica, ela diz: deixa de bobeira, Deus sabe que se vocês comerem desse fruto, vocês serão como Deus. Essa foi a grande tentação do ser humano”, afirma.

Já a pandemia é consequência do livre arbítrio do ser humano, segundo o padre. “Nós chegamos a dominar até o próprio Deus quando queremos ocupar o lugar dele. A pandemia não foi Deus que permitiu, porque Ele não nos criou robôs, somos seres humanos com livre arbítrio. Na ciência a gente diz que toda ação corresponde a uma reação, e nós fizemos isso. Se o vírus não foi criado lá na China, como alguns acham, pelo menos houve uma forma de difusão”, pontua.

Padre Edivino ainda reflete que “o mal existe no mundo porque o homem quis ser Deus”. “Se você olhar bem, Deus deu a inteligência e às vezes nós estamos usando para o mal, produzindo armas e bombas, por exemplo. É a inteligência do homem usada para o mal. E aí vamos dizer que a culpa é de Deus? Não”, completa.

Ele ainda finaliza. “Em Gênesis fala que Deus colocou o homem para cultivar este jardim, de cuidar dele. Nós somos responsáveis pela casa comum e não é a toa que a primeira manifestação do Papa Francisco foi falar justamente do cuidado da casa comum, e para cuidar precisamos de alimento, bebida e remédios, que são fundamentais”, finaliza.

Confira a entrevista completa: