Segunda-feira, 24 de Junho de 2024

Ponta Grossa se classifica para a Estratégia Destinos Inteligentes

2023-05-27 às 10:42
Foto: PMPG

Seis municípios paranaenses estão na lista de classificados na Estratégia Nacional DTI Brasil, divulgada pelo Ministério do Turismo nessa sexta-feira (26). Foz do Iguaçu lidera com 95 pontos e Ponta Grossa é a terceira colocada com 82 pontos. Londrina, Paranaguá; Pontal do Paraná; Campo Mourão também estão na relação, com até 50 pontos.

O Ministério do Turismo abrirá prazo para que as cidades não classificadas entrem com recurso. Após esse período, serão apontados dez destinos, pelo menos uma por região, para receber apoio no planejamento de um sistema de gestão de Destino Turístico Inteligente, além de diagnóstico e consultoria técnica para auxiliar na construção de um plano de transformação.

De acordo com o secretário estadual do Turismo, Marcio Nunes, o Paraná tem grandes possibilidades de ter entre dois e três municípios selecionados. “O resultado é motivo de comemoração. Todos os nossos municípios pré-selecionados possuem grande potencial turístico e ações de inovação em fase de formatação ou já iniciadas. Temos dois bem pontuados – Ponta Grossa em terceiro – e Foz no topo da lista”, disse.

ESTRATÉGIA – Em março deste ano, o Ministério do Turismo lançou edital de seleção para a Estratégia Nacional DTI (Destinos Turísticos Inteligentes) Brasil. A iniciativa está na segunda edição e visa melhorar a competitividade de mercado dos destinos selecionados, que dotados de tecnologia e inovações se tornarão mais atraentes para os visitantes e população de toda a região.

Na primeira fase do edital, puderam participar cidades com índices de desenvolvimento e infraestrutura, de acordo com a classificação A e B no Mapa do Turismo Brasileiro. No Paraná, três estão na categoria A e 14, na B. Nessa etapa, os dez primeiros colocados receberão a certificação de DTI em Transformação.

Em abril, os 17 municípios paranaenses aptos para participarem do edital receberam suporte da Secretaria de Estado do Turismo (SETU), por meio de treinamento oferecido pela Diretoria de Gestão, Sustentabilidade e Inteligência Turística.

CAPACITAÇÃO – Durante o processo de capacitação, representantes dos órgãos municipais de turismo e das Instâncias de Governança Regional (IGR) foram orientados sobre como participar do edital e esclarecimentos relacionados à importância dos destinos turísticos inteligentes.

O diretor de Gestão, Sustentabilidade e Qualificação do Turismo da secretaria, Marcelo Martini, disse que a equipe continuará acompanhando o processo e apoiando os selecionados. “Será um ano de muito trabalho. A nominação como Destino Turístico Inteligente será decorrente do comprometimento das prefeituras desses, municípios em executar as ações estabelecidas e governo estadual dará todo o suporte necessário para esses destinos”, explicou Martini.

da AEN