Domingo, 21 de Abril de 2024

Prefeito Marcelo Rangel anuncia novas ações no combate ao coronavírus em Ponta Grossa

2020-04-05 às 19:45

No final da tarde deste domingo (05), o prefeito Marcelo Rangel fez um pronunciamento oficial sobre o atual cenário da pandemia de COVID-19 no município e anunciar novas ações decretadas.

“Nós temos que manter o controle da evolução dessa doença e Ponta Grossa está fazendo a lição de casa. De todos os municípios grandes do estado, Ponta Grossa é a cidade que tem os melhores números”, destacou Rangel.

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, na tarde deste domingo (5), Ponta Grossa não tem nenhum paciente com suspeita de coronavírus e apenas cinco casos confirmados. Desses cinco, quatro já foram considerados curados da doença.

Em comparação, Londrina tem 38 casos confirmados, Maringá tem 21 e Cascavel tem 35 pacientes com covid-19.

Óbito negativo para o coronavírus no HU-UEPG

O primeiro assunto abordado pelo prefeito Marcelo Rangel foi a morte de um paciente de 83 anos, do sexo masculino, que estava internado no Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais (HU-UEPG) com suspeita de infecção respiratória causada pelo coronavírus.

O exame realizado teve resultado NEGATIVO para coronavírus e outros testes confirmatórios serão realizados nesta semana. “Então tudo o que estava sendo divulgado nas redes sociais, cai por terra. Estamos tranquilizando a população e todos os profissionais de saúde que estavam apreensivos com essa informação”, frisa

Reabertura do comércio na segunda-feira

A partir de segunda-feira (6), está prevista a reabertura gradual e planejada do comércio da cidade. As lojas funcionarão em dias alternados de acordo com o ramo de atividade e horários especiais.

De acordo com Rangel, isso não significa que a população deve redobrar as precauções. “Não baixe a guarda. Eu e todos os técnicos da Prefeitura somos a favor do isolamento social e que, se possível, você fique em casa. Vá às lojas apenas em casos esporádicos quando precisa de uma compra”, explica.

O prefeito afirmou, ainda, que o decreto pode ser revisto a qualquer momento. “Nós vamos trabalhar de uma maneira controlada. Se nos tivermos o aumento do número de leitos ocupados, o decreto pode ser revisto”, enfatiza.

Limite de fluxo nos supermercados

Rangel assinou um decreto emergencial que estipula novas regras para compras nos supermercados e entra em vigor a partir desta segunda-feira (6).

Os supermercados deverão disponibilizar um funcionário que irá limitar o número de clientes dentro da loja. A capacidade máxima é de uma pessoa a cada 25 metros quadrados. As demais pessoas deverão aguardar no estacionamento, preferencialmente dentro do carro, para não gerar aglomeração na entrada da loja.

Será permitida a entrada de apenas uma pessoa por família para fazer as compras. Crianças serão barradas e idosos acima de 60 anos só serão permitidos se estiverem usando luvas e máscaras de proteção. Caso eles não possuam, o próprio estabelecimento deverá fornecer.

“São medidas extremamente duras. Nós não gostaríamos de assinar um decreto que dificulta a vida das pessoas, mas é necessário”, enfatiza. Ele comenta que a preocupação surgiu ao perceber famílias transformando as compras no supermercado em um momento de lazer. “A preocupação é gigante. Nós vemos famílias inteiras – pais, mães, filhos e até avós – no supermercado e isso não pode acontecer”, diz.

Desinfecção de ruas e calçadas do Centro

A partir de segunda-feira (6), a população dever ver o que Rangel chamou de ‘carro de combate’ circulando pelas principais avenidas da cidade. O veículo será responsável por fazer a desinfecção de ruas e calçadas onde há maior número de pessoas com hipoclorito de sódio.

“Quando você ouvir a sirene, pedimos que se recolha e se proteja”, orienta. O carro de combate irá passar por lugares onde há comércio acompanhado de outros veículos da Guarda Municipal.

Frota total de ônibus circulando novamente

Outro anúncio feito por Rangel é o retorno da frota total do transporte público a partir de segunda-feira (6). De acordo com o prefeito, o objetivo é que circulem mais ônibus com menos passageiros.

“O transporte público é o maior desafio dessa pandemia no mundo todo, pois é o maior vetor de transmissão do coronavírus. Nós vamos acompanhar e nos outros dias a Prefeitura vai intervir para aumentar o número de carros em determinadas rotas de acordo com a necessidade”, garante.

Ele pediu ainda para que a população evite entrar nos ônibus que estiverem lotados e mantenha uma fileira de bancos livre entre os passageiros que estiverem sentados.

Fabricação de máscaras pelos detentos

Através de uma parceria com o Governo do Estado e o Departamento Penitenciário (Depen), os detentos da Penitenciária Estadual de Ponta Grossa irão fabricar máscaras de proteção do modelo N95 em larga escala. A produção deve começar já na segunda-feira (6) e expectativa é que sejam fabricadas 6 mil unidades por dia.

“A prioridade absoluta, neste momento, é para os profissionais de saúde, mas elas também serão fornecidas para a população. Até que possa chegar na sua casa, faça uma máscara de pano”, pediu Rangel.

Hospital Evangélico servirá de retaguarda

A previsão da Prefeitura é que, a partir da segunda quinzena de abril, a pandemia de coronavírus entre numa curva crescente atingindo o pico no mês de maio. Para isso, está sendo negociada com o Governo do Estado, a possibilidade de reabertura do Hospital Evangélico para servir de retaguarda no combate ao coronavírus.