Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

Prefeito rebate críticas sobre escalonamento do comércio: “Durmo tranquilo, porque sei que as ações funcionaram”

2020-05-22 às 09:25

Na manhã desta sexta-feira (22), o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, rebateu críticas sobre o escalonamento do comércio e de outras atividades. Os comentários foram feitos durante o ‘Programa Nilson de Oliveira’, transmitido pela Rádio Mundi FM. 

“Hoje, dos casos que nós temos em Ponta Grossa, nenhum está relacionado com a reabertura do comércio, das academias ou até mesmo das igrejas”, garante Rangel. As atividades comerciais foram paralisadas na cidade no dia 23 de março e retomadas duas semanas depois, no dia 06 de abril, com escalas e horário reduzido para funcionamento. 

O prefeito destaca que o retorno às atividades no setor comercial aconteceu de forma responsável e que os números provam que a decisão foi acertada. “Depois de 60 dias, nós estamos terminando a semana com bons números. Ponta Grossa é a maior cidade do Brasil sem óbito por Covid-19. Eu acho que não precisa falar mais nada”, enfatiza. Segundo dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Ponta Grossa possui 50 casos confirmados de coronavírus, sendo que 30 pacientes já são considerados recuperados.

“Dizer que o número de casos em Ponta Grossa aumentou porque nós abrimos o comércio é falso”, reforça. Para Rangel, a escalada da doença no município se deve ao aumento no número de testes. “Nós tivemos um aumento no número de casos porque somos a cidade que mais está testando em todo o estado do Paraná”, diz. Até o momento, de acordo com a FMS, Ponta Grossa realizou 385 testes do método PCR, validados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen) e 83 testes rápidos.

Rangel garante que não se abala com as críticas. “Quando deito a cabeça no travesseiro eu durmo tranquilo, porque eu sei que, graças a Deus, as ações funcionaram. Ninguém sabia se iria funcionar, nós tivemos que arriscar e deu certo”, comemora. 

Um novo fechamento é possível?

Enquanto diversas cidades no Brasil discutem o lockdown, Rangel frisa que não existe qualquer estudo para fechamento do comércio em Ponta Grossa. “Nesse momento, está descartado qualquer tipo de fechamento do comércio em Ponta Grossa. Nós temos, hoje, o controle da ocupação dos leitos UTIs e nosso sistema de saúde não está sobrecarregado”, enfatiza.

Entretanto, o prefeito reconhece a necessidade de reavaliar a decisão diariamente. “Amanhã a gente não sabe, pode mudar tudo A doença pode infectar da noite para o dia. Nós podemos ter um índice de infecção altíssimo por causa de um churrasco que aconteceu num condomínio clandestinamente. Muda tudo da noite para o dia”, comenta.