Domingo, 19 de Maio de 2024

Rangel comenta normas para abertura dos shoppings e rebate críticas

2020-04-23 às 09:36

Na manhã desta quinta-feira (23), o prefeito Marcelo Rangel comentou o novo decreto que permite a reabertura dos shoppings centers em Ponta Grossa e quais as novas normas para que isso seja possível. As declarações foram dadas durante o programa diário que Rangel mantém na Rádio Mundi FM.  

Uma das novidades é a obrigatoriedade do uso de máscaras e, segundo Rangel, a determinação foi acordada com os lojistas. “Se forem flagradas pessoas sem máscara circulando pelos corredores, o shopping corre o risco de perder a permissão de funcionamento”, alerta.

O funcionamento da praça de alimentação está autorizado, porém com restrições. Ela poderá operar com apenas 30% da sua capacidade e serão permitidas apenas duas pessoas por mesa. “Todas aquelas mesas da praça de alimentação terão que ser retiradas para não gerar aglomerações”, enfatiza.

Além disso, menores de 18 anos só poderão entrar acompanhados dos pais. “O shopping tem muito adolescente que vai lá para passear, namorar, comer um sanduíche, conversar com a galera e, infelizmente, nesse momento nos não podemos permitir”, frisa.

Rangel destacou que ainda estão proibidos cinemas e brinquedos.  “O shopping não vai ser para passeio, mas para serviços. O objetivo é a venda, que as pessoas possam comprar e as lojas vender”, sublinha.

Tolerância zero com multidões

Durante o programa, Rangel citou como exemplo o que aconteceu em Santa Catarina. Apesar de possuir mais casos do que o Paraná, o estado reabriu os shoppings ontem (22) e houve aglomeração. 

“Eles abriram os shoppings e, infelizmente, teve multidão. O governador, hoje, já está pensando em voltar atrás e fechar tudo de novo. Ou seja, o exagero acaba prejudicando o próprio comércio”, alerta, dando a entender que o mesmo pode acontecer em Ponta Grossa.

Críticas após flexibilização das restrições 

O prefeito rebateu as críticas que recebeu ao flexibilizar as restrições para shoppings, academias e igrejas mesmo após a confirmação do décimo paciente com diagnóstico de COVID-19 no município. “Nós estamos monitorando caso a caso e, até agora, só temos um paciente que está entubado e tem um quadro de saúde considerado mais grave”, justifica.

Retomada econômica 

Rangel aproveitou para destacar a importância do retorno planejado e responsável das atividades comerciais. “50% da população quer feche tudo e 50% da população quer que abra tudo, mas ninguém quer que abra aos poucos”, dispara, acrescentando que é preciso encontrar um meio-termo entre o cuidado com o vírus e com a economia.

Ele reforçou que a melhor forma de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus é o distanciamento social. “Se você pode, fique em casa”, pede.