Domingo, 14 de Agosto de 2022

Represa do Alagados está com 35% do volume útil; Sanepar prepara ação emergencial para evitar desabastecimento

13/04/2020 às 18:29

Como muitos sabem, Ponta Grossa passa por um período de grande estiagem prolongada; tal fato faz com que baixe o nível das represas da cidade, entre elas a Represa de Alagados, uma das principais da região dos Campos Gerais.

Hoje o Alagados está com nível de 7,4m e 35% do volume útil. O mês de março foi o mês com menor quantidade de chuvas da história, apenas 10% da média prevista. Até o momento não foi necessário adotar em Ponta Grossa medidas restritivas ao abastecimento.

Sanepar estuda alternativas para manter abastecimento caso perdure a estiagem

Em nota enviada através da assessoria de imprensa ao portal D’Ponta News, a Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) disse que estuda alternativas caso a estiagem permaneça e que planeja uma ação emergencial através da captação por meio de um baixo recalque na represa.

Confira a nota:

No entanto, caso a falta de chuvas perdure e a represa entre em nível crítico, a Sanepar vai estudar alternativas para manter o abastecimento considerando a diminuição do volume de água disponível. Entre as medidas já adotadas, está a instalação de medidores de nível online e a adequação, junto à Copel, da operação das usinas hidrelétricas para priorizar o abastecimento público.

Também está prevista uma ação emergencial através da captação por meio de um baixo recalque na represa de Alagados, que possibilitará captar água abaixo de sete metros, de forma a minimizar o impacto da estiagem no abastecimento. Vale lembrar que, a qualquer tempo, a colaboração da população no uso consciente da água tratada também é fundamental.

Paraná vive pior estiagem desde 1997

O Paraná vive a pior estiagem desde que o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) começou a monitorar as condições do tempo, em 1997. Ponta Grossa apresentou 40% de diminuição na precipitação, os baixos números já duram dez meses.

Houve uma redução média na precipitação de 33% no conjunto de municípios formado por Curitiba, Ponta Grossa (Campos Gerais), Guarapuava (Centro), Maringá (Noroeste), Londrina (Norte), Foz do Iguaçu (Oeste), Cascavel (Oeste), Guaratuba (Litoral) e Umuarama (Noroeste).

Empresário e representante da associação de moradores da região realizou uma matéria sobre o tema; confira:

Com Informações: Assessoria de Imprensa – Sanepar/AEN/Vídeo: Divulgação/Imagem: AEN