Quinta-feira, 25 de Abril de 2024

Sandro Alex notifica concessionária e pede esclarecimentos sobre ‘tragédia na BR-277’

2020-08-04 às 14:56

O deputado federal e secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, junto com o diretor do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Fernando Furiatti, notificaram a concessionária responsável pela BR-277, Ecovia Caminho do Mar, sobre a tragédia registrada no domingo (02), quando oito pessoas morreram depois de um engavetamento que envolveu mais de 20 veículos em decorrência da baixa visibilidade causada pela fumaça de um incêndio ambiental às margens da rodovia.

De acordo com a nota de esclarecimento, emitida pelo Governo do Paraná, “a empresa deve apresentas informações e documentos sobre as condições da rodovia e demais circunstâncias que possam ter influenciado no acidente”. A notificação pede ainda que a empresa apresente quais as medidas preventivas e corretivas foram tomadas para garantir a segurança dos usuários da BR-277 nos temos do Programa de Exploração Rodoviária do contrato de concessão, para fins de apuração e tomada das medidas cabíveis.

Alguns motoristas relataram que a fumaça e a baixa visibilidade na pista estava ocorrendo há aproximadamente três dias seguidos. O portal D’Ponta News indagou a assessoria de imprensa da Ecovia sobre o que foi feito preventivamente para evitar a tragédia. Veja na íntegra a nota enviada com exclusividade ao D’PN.

NOTA DE PESAR E ESCLARECIMENTO

A concessionária Ecovia Caminho do Mar, empresa que administra o trecho Curitiba-Litoral da BR-277, além das PRs 407 e 508, lamenta o grave acidente registrado na noite de ontem (02) no km 77 da BR-277, se solidariza com as vítimas e seus familiares e esclarece os seguintes pontos:

• Uma viatura da Ecovia, ao realizar inspeção rotineira da rodovia, constatou a presença de fumaça naquela região e, imediatamente, acionou recursos adicionais da concessionária, além do Corpo de Bombeiros e da Polícia Rodoviária Federal para atendimento e combate ao foco de incêndio, que acontecia em uma área de vegetação fora da faixa de domínio da concessionária.
• No momento em que identificou a ocorrência de fumaça, a viatura começou imediatamente a sinalizar necessidade de redução de velocidade, bem como final de fila no sentido Curitiba, que era o de maior fluxo naquele momento.
• Uma segunda viatura da concessionária foi enviada para sinalizar o sentido contrário da via. No entanto, enquanto iniciava os procedimentos para redução de velocidade, ocorreu o primeiro acidente, ainda de pequena proporção.
• Segundo informações das autoridades policiais, ao se deparar com os veículos parados, um caminhão, que vinha mais atrás, tentou desviar e atropelou várias pessoas que estavam fora dos carros e colidiu com diversos outros veículos.
• Como parte de suas ações de rotina, a concessionária vinha monitorando o trecho e já tinha acionado o Corpo de Bombeiros para combate a vários focos de incêndio dentro da sua faixa de domínio nos últimos dias.
• No momento do acidente, a visibilidade estava também prejudicada pela presença de neblina, fator que, associado à fumaça, agravou a situação.
• Mais de 20 profissionais da Ecovia estiveram no local prestando apoio e sinalizando o tráfego. Além disso, dezenas de outros colaboradores trabalharam intensamente no apoio de atendimento, seja no Centro de Controle Operacional da concessionária ou de suas casas.
• Todos os procedimentos cabíveis para esse tipo de situação foram tomados pela concessionária, que lamenta muito o ocorrido e alerta, mais uma vez os usuários e moradores do entorno, para o risco de incêndios graves ao promover pequenas queimadas ou jogar bitucas de cigarro na vegetação.