Quinta-feira, 09 de Dezembro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Vídeo ‘Alerta Covid-19’: “Atenção aos primeiros sintomas é fundamental para evitar complicações”, afirma secretário adjunto de saúde de PG

16/06/2020 às 15:54

Febre, tosse seca, cansaço. Esses são alguns sintomas comuns de gripes e resfriados, mas também pode indicar a contaminação pelo novo coronavírus. Estar atento a esses sintomas é fundamental para buscar atendimento médico no momento certo e evitar complicações causadas pela Covid-19.

De acordo com o médico e secretário adjunto da Fundação de Saúde de Ponta Grossa, Rodrigo Manjabosco, os sintomas provocados pelo novo coronavírus são muito parecidos com outras doenças típicas do inverno. Ele explica que a maioria dos pacientes apresenta uma sensação de mal-estar no corpo, febre, dores de cabeça, nariz escorrendo e desconforto na garganta. Também pode ocorrer a perda do paladar e do olfato.

“A questão é que o coronavírus apresenta esses sintomas quase todos juntos e eles vão piorando para uma sensação de cansaço e falta de ar. Isso mostra para gente que não é uma doença comum como as demais”, enfatiza. Ele acrescenta que um dos sinais de alerta é a piora do quadro de saúde. “O paciente vai ficando cada vez mais ofegante ou por qualquer esforço mais cansado e tendo necessidade de parar para respirar mais profundamente”, relata.

Manjabosco frisa que os primeiros sintomas da Covid-19 começam a aparecer 10 dias após a pessoa ter entrado em contato com o vírus. “Com 14 dias o paciente já começa a apresentar sintomas mais claros da doença e, se fizer o teste do PCR, aquele do cotonete, já vai testar positivo”, detalha.

Quando e onde buscar ajuda médica?

Segundo o secretário adjunto, o momento certo para buscar atendimento médico é no início dos sintomas e o local correto é a Unidade Básica de Saúde (UBS). “É importante que apresentando esses sintomas o paciente procure a unidade de saúde para esclarecer e conversar com o médico sobre essa sintomatologia e qual a conduta a ser adotada”, enfatiza.

Os profissionais de saúde da UBS fazem a triagem, orientam a população e, necessário, solicitam os exames. Caso os sintomas sejam mais graves, a UBS faz o encaminhamento para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Santa Paula. “Ou, se de repente o paciente já está com esses sintomas mais graves, pode se dirigir diretamente à UPA da Santa Paula que lá vai receber todo o atendimento e orientação necessários”, diz.

Atendimento médico na hora certa

Manjabosco acredita que o sucesso de Ponta Grossa no enfrentamento ao coronavírus se deve ao trabalho realizado nas UBS. “O município de Ponta Grossa tem tido bons resultados porque as nossas unidades de saúde estão disponíveis para a população, fazendo esse acompanhamento para que a população tenha o atendimento no momento oportuno”, salienta.

Ele destaca ainda a importância do acompanhamento médico oferecido pelas UBS aos pacientes que ainda estão no início da doença. “Isso é fundamental para que os sintomas não piorem e esse paciente fique em casa piorando e quando chegar na unidade de saúde ou no hospital já chega de uma forma mais grave que daí a situação é mais complicada”, frisa.

Quarentena dentro de casa

O secretário adjunto conta que os pacientes com suspeita de Covid-19 são instruídos a guardar a quarentena até que se a confirmação da doença. “Independente de ter sido positivo ou não no teste, até que se tenha esse resultado, o paciente é orientado a ficar em casa, usando máscara e isolado, inclusive, dos seus familiares”, reforça.

Segundo Manjabosco, em Ponta Grossa vários pacientes contraíram o coronavírus através do contato próximo com outros casos positivados. “O que nós temos visto é que o paciente testa positivo, vai para casa, mas não toma os devidos cuidados e contamina a família inteira”, lamenta. Ele reforça que os cuidados dentro de casa são essenciais para que os familiares, principalmente aqueles que estão no grupo de risco, não sejam contaminados.

‘Alerta Covid-19’ é um projeto independente que conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.

ASSISTA AO VÍDEO