Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina divulga programação do Maio Amarelo 2023

2023-05-02 às 10:16
Foto: Divulgação CMTU

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) preparou um calendário de ações a ser desenvolvido em Londrina nas próximas semanas, quando cidades de todo o Brasil celebrarão os 10 anos do Movimento Maio Amarelo. A campanha, que aposta na educação e conscientização como ferramenta de mudança, tem como objetivo articular poder público e sociedade em iniciativas capazes de reduzir o alto número de mortos e feridos nas vias.

No município, as atividades serão realizadas entre 2 de maio e 3 de junho, distribuídas em semanas temáticas com foco em condutores, motociclistas, pedestres e ciclistas. A programação contará com blitze educativas, curso de pilotagem, intervenções em faixas de segurança, entrega de brindes, abordagens em bares, pedalada e apresentações artísticas, além de inserções na mídia local.

Programação – A largada na campanha irá ocorrer hoje (2), quando motoristas serão abordados na avenida Juscelino Kubitschek (JK), nas proximidades do número 122, em um trabalho educativo contra o excesso de velocidade. Eles serão chamados a assistir a um breve vídeo sobre o assunto, receberão orientações de segurança e poderão levar para casa brindes alusivos ao Maio Amarelo.

A mesma atividade irá se repetir na quarta-feira (4), também na JK, próximo ao cruzamento com a rua Professor João Cândido. No sábado (6), será a vez da avenida Santos Dumont, em frente ao 2º Comando Regional da Polícia Militar (PM), receber a iniciativa. A escolha das vias se deu em razão dos projetos que pretendem readequar para 50 km/h a velocidade máxima permitida em determinadas avenidas da cidade.

Até o final desta primeira semana de atividades, CMTU e a Secretaria Municipal de Educação (SME) estrearão uma exposição com gravuras e mensagens de alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. A iniciativa integra o projeto “Educação para o Trânsito – Construindo o Futuro”, que desde o ano passado atende 15 escolas com materiais formativos, teatro de fantoches e atuação de palhaços na área de segurança viária.

Os trabalhos, produzidos em sala de aula, ficarão em exibição até o final do mês nos shoppings Boulevard e Londrina Norte. De acordo com o gerente de comunicação da companhia, Carlos Eduardo Ribeiro, as pinturas foram a forma encontrada pelas crianças para expressar pensamentos e emoções relacionados ao trânsito. “Os desenhos representam o gesto de ‘pare’ com as mãos, feito por estudantes que deveriam ser constantemente cuidados, mas que, por vários motivos, enxergaram a necessidade de cuidar, de atrair a atenção dos adultos para o tema”, explicou.

No dia 8 de maio, a CMTU fará a abordagem de motociclistas no estacionamento do Zerão. O intuito é instruir quanto à importância de manutenções preventivas nas motos, reunir inscritos para a próxima edição do curso de direção defensiva ministrado pelo Município e fazer a instalação de antenas corta-pipa – indispensáveis na proteção contra acidentes com linhas e o chamado cerol.

Para ampliar o número de motociclistas atendidos, a ação – que envolve também a distribuição de materiais informativos, camisetas e garrafas de plástico – será realizada novamente no dia 10, no Terminal Milton Gavetti, localizado na avenida Sylvio Barros, e no dia 11, na avenida Guilherme de Almeida, imediações do número 2.275.

No dia 15, o conjunto Cafezal, pela manhã, e o jardim Bandeirantes, à tarde, receberão ações do “Olhe e Sinalize”, campanha permanente que visa estimular entre os pedestres o hábito de estender o braço na margem da pista para pedir passagem, aguardar a parada dos veículos, fazer contato visual com o motorista e só então iniciar a travessia.

Em 17 de maio, o Calçadão da avenida Paraná será palco de intervenções cujo propósito é convencer quem se locomove a pé a ser mais responsável no trânsito, atravessando as vias somente nos locais corretos, no momento permitido pelos semáforos e da forma adequada.

O evento terá interação com palhaços, jogo de perguntas e respostas sobre normas de circulação e uma cabine fotográfica móvel à disposição do público. A intenção é que as pessoas acessem o espaço, tirem fotos com placas em referência ao Maio Amarelo e postem as imagens nas redes sociais, garantindo engajamento na campanha.

No dia 19, a CMTU irá até o Centro de Convivência da Pessoa Idosa (CCI) da região norte, na avenida Saul Elkind, para alertar sobre os riscos que essa parcela da população está exposta quando sai às ruas. Além de orientações sobre o uso da faixa, serão oferecidos serviços de aferição de pressão arterial, teste de glicemia e de visão. Após o encontro, os idosos atendidos irão a locais de travessia, munidos de guarda-chuvas amarelos com mensagens de paz, para chamar a atenção dos motoristas.

Em 21 de maio, mais uma turma passará pela capacitação em pilotagem defensiva promovida pela CMTU. Ministrado por agentes municipais, o curso é destinado a motociclistas interessados em aprimorar – com conteúdos teóricos e práticos – técnicas de segurança na condução de motos. A aula será realizada no Tiro de Guerra de Londrina, das 8h às 12h, e as inscrições podem ser feitas no site cmtu.londrina.pr.gov.br, no menu “Trânsito”, opção “Educação no Trânsito”/ “Requerimentos”.

Entre os dias 24 e 26, a partir das 18h30, servidores da companhia buscarão sensibilizar frequentadores de bares – entre eles, os instalados na praça de alimentação do Catuaí Shopping – quanto aos riscos assumidos quando alguém conduz um veículo após a ingestão de bebida alcoólica. Com bafômetros descartáveis e materiais informativos, eles convidarão o público a realizar exames de alcoolemia.

A atividade será totalmente educativa, como forma de orientar quanto aos perigos da bebida atrelada à direção. A ideia é provocar, entre os abordados, um momento de reflexão, destacando a importância de eleger um motorista da rodada, chamar um táxi ou carro de aplicativo quando a intenção for beber.

Na manhã do dia 25, a programação incluirá uma simulação de acidente na área central da cidade. Já no período da noite, blitze da Lei Seca serão realizadas em vários pontos da cidade para coibir o consumo de bebida ao volante. As ações irão ocorrer simultaneamente e terão participação da CMTU, das polícias rodoviária Estadual e Federal (PRE e PRF), assim como da PM e da Guarda Municipal (GM).

No dia 30, uma atividade com ciclistas será promovida na ciclovia do Igapó II, no cruzamento da rua Professor Joaquim de Matos Barreto com a Avenida Higienópolis. O propósito da iniciativa é distribuir sinalizadores e orientar os amantes de bicicleta sobre condução segura.

Em 3 de junho, Dia Mundial da Bicicleta, a CMTU realizará o passeio ciclístico “Londrina, cidade em movimento”, com percurso de 15 km a partir do Centro Cívico. Voltada a adultos e crianças em trajetos de dificuldade leve, a pedalada nasceu em 2022 com o propósito de reunir os participantes em ações de lazer, atividade física, solidariedade e companheirismo.

Além de demonstrar a viabilidade da bike como meio de transporte legítimo e seguro, o evento busca, ainda, um despertar de consciência entre os motoristas, para que protejam e respeitem o espaço de ciclistas e pedestres, considerados os elos mais frágeis no trânsito.

Para o diretor-presidente da CMTU, Marcelo Cortez, a campanha é oportunidade ideal para reforçar ensinamentos, refletir sobre a importância da vida e rever comportamentos nocivos. Ele ressaltou que a construção de um trânsito mais seguro e humanizado é urgente e depende da participação de todos. “De 2015 para 2022, as mortes nas ruas e avenidas do município caíram quase pela metade, de 100 para 56. No entanto, nós só continuaremos avançando se todos atuarmos de maneira conjunta, chamando para si a responsabilidade pela mudança”, lembrou.

Campanha – O movimento Maio Amarelo nasceu como resposta a uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que, em março de 2010, definiu o período entre 2011 e 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”. De lá para cá, vários países ao redor do mundo adotaram o mês como referência para o desenvolvimento de iniciativas na área.

Em Londrina, as atividades de conscientização tiveram início em 2014, buscando articulação entre órgãos públicos e os vários setores da sociedade. Em função da pandemia covid-19, em 2020 e 2021, boa parte das práticas educativas ocorreu virtualmente ou de forma reduzida.

Em 2022, com o arrefecimento da crise sanitária e a volta dos encontros, os trabalhos foram intensificados e a programação alcançou aproximadamente 22 mil pessoas. Naquele ano, 2.708 acidentes e 56 óbitos foram registrados nas vias da cidade. Em 2023, entre os meses de janeiro e março, a quantidade de ocorrências chegou a 655, com 16 vítimas fatais.

da assessoria