Sexta-feira, 12 de Abril de 2024

Londrina supera R$ 380 mi em negociações do IPTU 2024 e alcança 74% do total estimado

2024-02-22 às 09:29
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Londrina ultrapassou a marca dos R$ 380 milhões em valores negociados do IPTU 2024. Somados os montantes dos valores pagos à vista, das parcelas já quitadas e demais parcelamentos firmados, o total negociado até o momento é de R$ 383.369.360,30. A quantia financeira parcial, após o vencimento dos dois lotes dos carnês, representa 74,43% do valor estipulado de arrecadação para este ano, que é de R$ 515.053.570,52. O balanço foi divulgado nesta quarta-feira (21) pela Secretaria Municipal de Fazenda.

Do total negociado, o Município arrecadou R$ 265.363.590, 38 equivalente a 51,52% da meta do ano, salientando que os pagamentos parcelados serão feitos pelos contribuintes até dezembro de 2024.

O quadro financeiro apresentado aponta números superiores aos registrados em 2023, quando, nesse mesmo período, o valor negociado era de R$ 351.288.903,80, significando 73,16% dos R$ 480.103.831,45 lançados para aquele ano.

Em 2024, foram encaminhados aos contribuintes londrinenses 262.968 carnês de IPTU, sendo 129.955 no primeiro lote, vencido em 30 de janeiro, e mais 133.013 no Lote 2, cujo vencimento ocorreu no dia 15 de fevereiro. Ao todo, foram negociados 185.416 carnês – 70,50% do total.

Levando em conta apenas o lote inicial, foram negociados até agora R$ 240.352.021,32 desde o início do ano, o que representa 93,31% do total lançado para esse primeiro conjunto. Já quanto ao segundo lote, a Prefeitura obteve R$ 143.017.339,11 negociados, ou 55,55% do total.

De acordo com o secretário municipal de Fazenda, João Carlos Barbosa Perez, o resultado parcial é positivo, demonstrando ampliação em negociações sobre o ano anterior, e aponta que os contribuintes estão mais atentos e preocupados em se manter em dia com suas obrigações fiscais. “Desde janeiro até agora, conseguimos alcançar mais de R$ 380 milhões negociados com o IPTU 2024, cerca de 74% do valor total lançado. Ao longo dos anos, os contribuintes têm tido uma percepção maior de que é importante evitar pendências tributárias para evitar execuções fiscais e protestos que podem gerar restrições a créditos e outras situações. Temos feito campanhas e divulgações nesse sentido e as ações vêm surtindo efeito”, analisou.

Perez afirmou que a intenção é fechar 2024 com uma arrecadação de IPTU maior que no ano anterior e com inadimplência menor que os 17% registrados no exercício de 2023. “A arrecadação vem sendo satisfatória, já que está sendo possível manter uma média que faz com que o Município continue convertendo os impostos em realização de políticas públicas e serviços essenciais à população, seja na educação, saúde, assistência social e em outros campos”, comentou.

A diretora de Arrecadação da Secretaria Municipal de Fazenda, Wanda Kono, frisou que o valor total estipulado de arrecadação do IPTU, lançado em cada ano, pode sofrer alterações em virtude das concessões e isenções deste imposto, por exemplo. “Assim, os valores podem variar nos levantamentos feitos, mas sempre ficam dentro de uma margem. O mesmo ocorre com a quantidade previamente estabelecida de carnês do IPTU, que pode ser alterada no andamento do exercício financeiro”, explicou.

O carnê do IPTU 2024 reúne os boletos do lançamento do IPTU 2024, além da Taxa de Coleta de Lixo (TCL).  Os pagamentos da 2ª via dos boletos podem ser feitos pelo Documento de Arrecadação Municipal (DAM), disponível no Portal IPTU 2024, ou mesmo por Pix. A seção IPTU 2024, no Portal da Prefeitura, reúne todas as opções e informações. Basta consultar utilizando o número do CPF ou CNPJ do titular do imóvel e a inscrição imobiliária.

da assessoria