Segunda-feira, 24 de Junho de 2024

Ministra de Ciência, Tecnologia e Inovação visita Londrina nesta quinta-feira (31)

2023-05-31 às 16:00
Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

A cidade de Londrina recebe, nesta quinta-feira (31), a ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, que visita o município pela primeira vez. Ela será recebida pelo prefeito Marcelo Belinati às 10h, na Escola Municipal Maestro Roberto Pereira Panico, onde será apresentado o projeto Letramento Digital, que atende alunos e professores da rede municipal. Na sequência, a comitiva irá até o Tecnocentro, instalado no Parque Tecnológico Francisco Sciarra, para reunião às 11h com representantes do Estação 43, o ecossistema de inovação local.

A visita também será acompanhada pela secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, pelo presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Alex Canziani, e pela deputada federal Luísa Canziani, que articulou a vinda da ministra à cidade. “A ministra prontamente aceitou nosso convite para conhecer Londrina. Queremos apresentar as potencialidades do nosso município e da nossa região, mostrar nossa organização setorial. Além disso, também queremos apresentar os resultados obtidos pelos nossos alunos com o programa Letramento Digital, que pretendemos implantar em todas as escolas da cidade”, explicou a deputada Luísa Canziani.

O projeto Letramento Digital foi implementado de forma inédita em Londrina pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), no ano passado, e é executado pela Facti, como Instituição Científica e Tecnológica (ICT) privada, com o apoio da Positivo Tecnologia, por meio do Educacional – Ecossistema de Tecnologia e Inovação.

Além da Escola Municipal Maestro Roberto Pereira Panico, o projeto está sendo aplicado em outras três escolas da rede municipal, Professor Joaquim Pereira Mendes, Miguel Bespalhok e Norman Prochet. Cerca de 77 alunos participam das oficinas gratuitas, conduzidas por cinco multiplicadores, e que são voltadas ao desenvolvimento das habilidades digitais e a inclusão social das crianças, por meio da Educação Tecnológica. Ao mesmo tempo, o Letramento Digital também tem o objetivo de despertar, nas crianças, o interesse por carreiras ligadas à área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e à docência.

Além de Londrina, apenas o município de Pato Branco recebeu o projeto; e, aqui no município, a expectativa é expandir a cobertura para 2 mil crianças. Para isso, professores da rede municipal e demais interessados participam das formações oferecidas pelo Letramento Digital, onde aprendem, em diferentes módulos, conteúdos como Criatividade e Inovação, Pensamento Computacional, Fundamentos de Programação, Estratégias Pedagógicas e Robótica e Prototipagem, e outros.

Recentemente, houve a formação e aula de encerramento da terceira turma de multiplicadores do Letramento Digital. Segundo a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, a iniciativa tem tido ótima aceitação entre os professores participantes. “Esse é um projeto bem bacana e os nossos professores têm gostado bastante. Trata-se de uma iniciativa implementada pelo Ministério em parceria com a Prefeitura e que nos deixa muito feliz pela continuidade, já que as turmas têm dado muito certo, tanto de alunos como de professores”, comentou.

O coordenador-geral do projeto, José Augusto de Lima Prestes, explicou que a turma piloto de alunos da rede municipal tem data prevista de conclusão para o mês de junho. “São alunos do 4° e 5° ano do Ensino Fundamental, que participam das aulas com quatro horas de duração, duas vezes por semana. Na Panico, são 28 alunos inscritos em uma capacitação de 90h, abrangendo as disciplinas de Pensamento Computacional, Fundamentos da Programação e Robótica e Prototipagem”, detalhou.

A partir das 11h, a comitiva estará no Tecnocentro, onde serão recebidas por autoridades locais, representantes do Estação 43 e suas respectivas governanças setoriais, além de empresários e lideranças. O encontro tem como objetivo apresentar o ecossistema local de inovação, a organização setorial, as potencialidades e os atrativos de Londrina.

De acordo com o presidente da Codel, Alex Canziani, será uma honra para Londrina receber a ministra Luciana Santos. “Quando nós fizemos a missão à Brasília, em abril, tivemos a oportunidade de visitá-la e de falar sobre o ecossistema de Londrina. Ela ficou muito empolgada e, atendendo ao convite da deputada Luísa, agora está vindo até a cidade. Também iremos abordar a implantação do escritório do MCTI na cidade, proposto pelo então ministro Kassab, mas que ainda não se concretizou. Vamos torcer para que dê certo, mas, de qualquer maneira, para nós é uma honra recebe-la, até mesmo em função dos vários programas que o Ministério tem e dos vários trabalhos que Londrina vem fazendo nas áreas da ciência, tecnologia e inovação”, complementou.

da assessoria