Sábado, 20 de Julho de 2024

Novos residenciais beneficiam 237 famílias em Londrina e Santa Cruz de Monte Castelo

2024-03-23 às 10:34
Foto: Cohapar

A Cohapar realizou na tarde desta sexta-feira (22) as entregas dos Residenciais London Garden, em Londrina, e Nova Santa Cruz, em Santa Cruz de Monte Castelo, regiões Norte e Noroeste do Estado. Ao todo, 237 famílias conquistaram o sonho da casa própria, dentre as quais 163 receberam recursos por meio do programa Casa Fácil Paraná, totalizando um aporte estadual direto de mais de R$ 2,4 milhões. Somadas, as obras tiveram investimentos na ordem de R$ 36 milhões e resultam da parceria entre Estado, Caixa Econômica Federal e iniciativa privada.

O Residencial London Garden foi executado pela Construtora e Incorporadora Pride. O programa Valor de Entrada beneficiou 128 famílias com subsídio de R$ 15 mil cada para custeio do aporte inicial da aquisição. São 196 apartamentos ao todo, com plantas arquitetônicas de 37,64 m², 47,44 m² e 47,71 m², divididos em dois quartos, sala, banheiro social, cozinha e área de serviço integradas.

As unidades, que foram comercializadas a partir de R$ 137 mil, foram entregues com ponto de ar condicionado, piso laminado nos quartos e cerâmico nos demais ambientes. O empreendimento conta com elevadores em todas as torres, lazer completo, infraestrutura consolidada na região e tem localização estratégica, próximo a diversos serviços e comércios.

Rodrigo Fernandes de Souza, de 24 anos, novo morador, destacou que o recurso estadual ajudou a deixar para trás o peso do aluguel. “O valor que eu pagava era três vezes mais do que a prestação de algo que agora é meu. Então é um alívio”, destacou.

“O subsídio ajudou demais, foi o que fez a gente conseguir comprar, porque só pela renda não teria condições. Só queremos mudar e ser feliz, é a realização de um sonho”, completou o operador de produção, Cleiton Anderson Bernardino de Souza, 35 anos.

Já o Residencial Nova Santa Cruz II, de 35 unidades habitacionais, foi construído pela H3 Empreendimentos e todas as casas foram subsidiadas pelo Estado. Os imóveis, cujas vendas partiram de R$ 133 mil, têm metragens de 46,32 m² e 49,32 m², sendo esta última adaptada para pessoas com deficiência. São compostos por dois quartos, banheiro social, sala, cozinha e área de serviço e os terrenos possibilitam ampliações futuras.

O técnico em enfermagem Joel Oliveira, de 56 anos, também comemorou o apoio do Estado. “Já tinha feito inúmeras inscrições e nunca dava certo. Mas chegou o dia. É muita emoção”, disse.

Casa Fácil

O Casa Fácil, coordenado pela Cohapar, concede R$ 15 mil de subsídio a pessoas com renda familiar mensal de até três salários mínimos, que comprovem não possuir outro imóvel e nem terem sido beneficiadas por programas habitacionais do Poder Público anteriormente. Além do recurso estadual, os mutuários têm a possibilidade de acessar descontos variáveis, conforme a renda, por meio do programa federal Minha Casa, Minha Vida, e também utilizar o FGTS para abater o saldo devedor.

da AEN