Sexta-feira, 19 de Julho de 2024

Cruzeiro é processado por manter corpo de homem em freezer de bebidas

2023-04-24 às 13:21
Foto: Divulgação/Celebrity Cruises

Uma aposentada dos Estados Unidos (EUA) decidiu processar a empresa de cruzeiro Celebrity Cruises, após o corpo do marido dela ser deixado em um freezer de bebidas por uma semana. O homem morreu a bordo, durante uma viagem ao Caribe, e o cadáver foi mantido no congelador até que a embarcação atracasse novamente na Flórida.

O caso ocorreu em agosto do ano passado, quando o casal Robert e Marilyn Jones decidiu fazer um cruzeiro de oito dias pelas ilhas caribenhas. Porém, no segundo dia de roteiro, o homem de 79 anos acabou morrendo vítima de um infarto. As informações são do jornal Miami New Times.

Após a tragédia, a viúva recebeu duas opções da empresa: ela poderia desembarcar com o corpo na próxima parada, em Porto Rico, ou deixar o corpo do marido no necrotério do navio até o retorno a Fort Lauderdale – de onde eles saíram, o que levaria quase uma semana.

Marilyn foi advertida que, no caso da primeira opção, precisaria arcar com todos os custos do translado do corpo para os EUA. Ela também teria de cuidar da burocracia caso as autoridades locais exigissem uma autópsia, o que atrasaria o processo.

Diante das possibilidades, a viúva optou por permanecer no navio e deixar o cadáver no necrotério. Mas, seis dias depois, quando a empresa funerária foi buscar o corpo, descobriu que não havia uma estrutura similar dentro da embarcação.

O homem foi encontrado dentro de um saco preto, em estado de decomposição avançado, o que impossibilitou a realização de um funeral em caixão aberto como a família pretendia. No processo, a viúva pediu uma indenização de pelo menos US$ 1 milhão (cerca de R$ 5 milhões) em razão do ocorrido.

confira a matéria na íntegra no Metrópoles