Sábado, 13 de Julho de 2024

Assembleia vai homenagear médico paranaense autor de cirurgia inédita

2024-03-27 às 13:26
Foto: Massachusetts General Hospital / Reprodução

A Assembleia Legislativa do Paraná vai homenagear o médico paranaense Leonardo Riella, que comandou a realização do primeiro transplante de rim de um porco geneticamente modificado para um paciente vivo. As homenagens foram propostas pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSD), pela segunda-secretária, deputada Maria Victoria (PP), e pelo deputado Ney Leprevost (União). O médico vai receber votos de congratulações e um diploma de Menção Honrosa confeccionado pela Assembleia Legislativa por seus feitos.

A cirurgia realizada por Riella é considera um marco histórico para a Medicina e pode representar uma esperança a mais para as pessoas que aguardam um transplante de rim. O profissional nasceu em Curitiba e realizou graduação em Medicina na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atualmente, o médico atua nos Estados Unidos. O procedimento inédito comandado por Riella foi realizada em um hospital na cidade Boston.

De acordo com Traiano, é necessário reconhecer o trabalho dos paranaenses que levam o nome do Estado para o mundo. “A notícia dos feitos do médico paranaense Leonardo Riella ganhou o mundo ao comandar o primeiro transplante de rim de um suíno para um paciente vivo. Queremos que estes feitos fiquem registrados nos anais da Assembleia Legislativa”, disse.

A deputada Maria Victoria destacou a importância do avanço para os pacientes que sofrem com problemas renais. “Uma justa homenagem da Assembleia Legislativa ao médico Leonardo Riella que liderou esse avanço histórico. Um transplante inédito que aumenta as esperança de milhares de pacientes em todo o mundo. Um grande orgulho para o Paraná”, afirmou.

“Pela primeira vez na história, foi realizado um transplante de rim de porco, geneticamente modificado, para um paciente humano vivo. A cirurgia inédita foi comandada pelo médico paranaense Leonardo Riella, em um hospital em Boston, nos Estados Unidos. O sucesso e pioneirismo da cirurgia justifica plenamente, a concessão do voto de louvor e congratulações ao Dr. Leonardo Riella”, concordou Leprevost.

A cirurgia liderada pelo médico paranaense é considerada um marco no campo do xenotransplante, nome técnico do transplante de órgãos ou tecidos entre espécies. Segundo a equipe, a técnica pode representar uma solução para a falta de órgãos para doação.

Biografia

Após se formar no Paraná, Leonardo Riella completou sua Residência em Medicina Interna na BWH e sua Bolsa de Nefrologia e Transplante no Programa combinado de BWH e Massachusetts General Hospital, na Harvard Medical School. Ele é presidente do Harold and Ellen Danser em Transplante e professor associado de medicina e cirurgia na Harvard Medical School. Também é membro associado do Broad Institute de Harvard e do MIT.

A pesquisa do médico está focada na compreensão dos mecanismos de regulação imunológica e no desenvolvimento de novas terapias para promover a tolerância dos órgãos. Ele também está investigando como a dieta pode afetar o sistema imunológico e promover doenças autoimunes. As informações são do site do oficial do profissional.

da Alep