Sábado, 13 de Julho de 2024

Deputado Federal Beto Preto pede que repasses a entidades e hospitais filantrópicos do Paraná seja facilitado em Brasília

2023-04-14 às 09:34
Foto: Câmara dos Deputados

O repasse dos valores previstos na Portaria GM/MS 96 de 07/02/2023, será realizado nos próximos dias. A informação foi confirmada nesta semana e a verba será destinada para hospitais filantrópicos e entidades que prestam atendimento em parceria com o Sistema Único de Saúde (SUS). No Paraná, serão beneficiadas 499 entidades, com recursos que somam cerca de R$ 184,4 milhões.

O deputado federal e ex-secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, que intermediou a liberação dos recursos para as entidades do estado, destacou a importância da verba para a sobrevida das entidades. “Nós operacionalizamos toda a logística para fazer chegar nos municípios. Agora, no novo Governo, nós esperamos que esse recurso venha facilitado para o repasse. Caso contrário, demora muito! Então, nós queremos colocar esse dinheiro o mais rápido possível no caixa das entidades e dos hospitais filantrópicos do Paraná para que eles possam ter uma sobrevida, uma vez que a tabela do SUS está muito defasada e a dificuldade é enorme em todos os aspectos”, pontua.

Beto Preto defende uma revisão imediata dos valores da tabela do Sistema Único de Saúde (SUS). Na Câmara Federal já apresentou informações que embasam a importância da discussão do tema e ressaltou que o setor enfrenta “uma crise sem precedentes”. “Com essa tabela do SUS ninguém vai conseguir prosperar. Cada vez mais a crise se instala e dentro de pouco tempo nós vamos ver hospitais filantrópicos fechando as portas cada vez mais se não houver uma discussão efetiva deste assunto que é a tabela do Sistema Único de Saúde. O SUS necessita sim de mais recursos financeiros para se recuperar”, disse. Beto já protocolou um requerimento direcionado à ministra da Saúde, Nísia Trindade, sugerindo a atualização imediata dos valores e revisão de integral nos casos e procedimentos em que ocorrem defasagem superior aos índices inflacionários e equivalentes.

Em Ponta Grossa, sete hospitais e entidades serão beneficiados, com uma verba de mais de R$ 5,7 milhões. Confira os beneficiados.

ESCOLA DE EDUCACAO ESPECIAL MARIA DE LOURDES CANZIANI – ASSOCIACAO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE PONTA GROSSA – R$ 29.523,52

ASSARTE – ASSOCIACAO ARTESANAL DO EXCEPCIONAL DE PONTA GROSSA – R$ 12.397,07

HOSPITAL DO CORACAO BOM JESUS – ASSOCIACAO HOSPITALAR BOM JESUS – R$ 1.527.371,08

APACD – ASSOCIACAO PONTAGROSSENSE DE ASSISTENCIA ACRIANCA DEFICIENTE – R$ 60.104,83

HOSPITAL SAO CAMILO – SOCIEDADE BENEFICENTE SAO CAMILO – R$ 182.077,86

SANTA CASA DE MISERICORDIA DE PONTA GROSSA – SANTA CASA DE MISERICORDIA DE PONTA GROSSA – R$ 3.903.632,97

APROAUT – ASSOCIACAO DE PROTECAO DOS AUTISTAS – R$ 23.382,47

Em Carambeí, a Apae também será beneficiada, com um valor de R$ 22.722,21.

Em Castro, o Hospital da Cruz Vermelha deve receber uma verba de R$ 445.896,48, e a Escola de Educação Especial Arco Íris (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Castro) deve ser beneficiada com R$ 9.571,27.

Em Curitiba, entre outros hospitais e entidade, o Hospital Infantil Pequeno Príncipe deve ser beneficiado com um total de R$ 4.864.046,76.

Confira todos os beneficiados no link https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-gm/ms-n-96-de-7-de-fevereiro-de-2023-462992651

 

da redação com assessorias