Segunda-feira, 22 de Abril de 2024

Em visita à Itaipu, Pepe Mujica debate sobre desafios da integração regional

2024-02-23 às 18:21
Foto: Sara Cheida / Itaipu Binacional

O ex-presidente uruguaio José ‘Pepe’ Mujica visitou a Itaipu Binacional na tarde desta sexta-feira (23). Ele foi recebido pelo diretor-geral brasileiro, Enio Verri, no Edifício de Produção, onde debateram sobre os desafios da integração da América Latina. Também participaram do encontro a deputada federal Gleice Hoffman; o diretor de Coordenação, Carlos Carboni e a assistente da Diretoria Geral Gisele Ricobom, além de membros da comitiva uruguaia.

Mujica está em Foz do Iguaçu para participar da Jornada Latino-Americana e Caribenha de Integração dos Povos, que acontece de 22 a 24 de fevereiro no Centro de Convenções e é apoiado pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila). Pepe falará no ‘Ato político com autoridades de governos e dirigentes das organizações populares’.

De acordo com o ex-chefe de estado, a integração latino-americana é um grande desafio que necessita ter a participação popular para ser efetivada. “Enquanto o povo não entender que a integração defende os interesses do próprio povo, ela não nunca será plena”, afirmou. Para ele, até o nome da América Latina é equivocado, porque é um termo herdado. “É um nome de fora que não integra os negros que foram trazidos da África ou os indígenas originais de nossa região”, ressaltou.

Para ele, a integração é um sonho dos libertadores da América, mas, dois séculos depois, o momento é outro. “Hoje, integração representa pagar melhor os trabalhadores, mas ainda somos dependentes. Por exemplo, somos 6% da população do mundo, mas tivemos 30% de mortes pela Covid, porque não fomos capazes de nos unir para exigir o conhecimento para produção das vacinas. Cada país foi para um lado”, reforçou. “Assim não vamos conseguir vencer, temos que trabalhar juntos, nos unir para defender nossa gente”, ponderou.

Enio Verri considerou a visita de Mujica à Itaipu simbólica. “Ele é um homem que dedicou sua vida na luta pela democracia e pela integração da América Latina, sempre defendendo que os países do continente possam liderar um processo de desenvolvimento, com distribuição de renda, com justiça social e ter uma inserção internacional muito melhor”, afirmou o diretor.

Segundo ele, os valores defendidos pelo ex-presidente se assemelham aos valores da Binacional. “A Itaipu é a prova que a integração da América Latina não é um sonho de Pepe Mujica. Não é só o sonho de militantes latino-americanos que acham que a gente pode ter uma região muito mais justa. É uma prática concreta, feita aqui, e que podemos reproduzir”, concluiu.

da Itaipu Binacional