Terça-feira, 23 de Julho de 2024

Guindaste será retirado do km 41 da BR-277 definitivamente neste sábado (15)

2023-04-15 às 09:43
Foto: DER

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) conclui neste sábado (15) os serviços de contenção emergencial da encosta da BR-277 no km 41, região do Litoral, seguida pela desmobilização e retirada definitiva de guindaste da rodovia.

Ao longo da manhã estão sendo finalizados os serviços de instalação de tela metálica de alta resistência no paredão rochoso, danificado pelas chuvas no final do ano passado, e a partir do meio-dia começam a ser desmobilizados o guindaste e seus equipamentos. Esta operação leva várias horas, visando garantir a segurança de todos os envolvidos e integridade do material, devendo ser concluída ao final da tarde.

À noite, após saída definitiva do guindaste e reorganização da sinalização provisória e barreiras de concreto New Jersey, será liberado o tráfego de veículos em quatro faixas no local, retornando à normalidade a travessia de veículos.

Nos próximos dias será desmobilizado o canteiro de obras, atualmente ocupando somente o acostamento da rodovia no local das obras.

CONCLUÍDA – O DER/PR também já concluiu os serviços de contenção definitiva da encosta da BR-277 no km 39, em março. Após limpeza e retirada de materiais, foi instalada e fixada uma tela metálica de contenção, dispositivo de alta resistência que permite o crescimento de vegetação no local, o que também ajuda a evitar novos escorregamentos.

O DER/PR assumiu as obras no km 39 e km 41 em 19 de dezembro, cerca de um mês após os escorregamentos, após formalização de termo de cooperação com o DNIT, que à época informou não contar com os recursos necessários para atender a rodovia.

Com a conclusão dos serviços no km 41, o DER/PR não contará com mais nenhuma obra em andamento na BR-277 no Litoral.

OBRAS DO DNIT – Com a retirada do guindaste no km 41, fica bloqueado no Litoral somente o km 33, atingido por fendas no pavimento e danos no talude de aterro. O DNIT será responsável pela obra, e atualmente prepara contratação emergencial.

da AEN