Sexta-feira, 19 de Julho de 2024

Homem investigado por causar danos psicológicos e lesões corporais contra convivente é preso em Irati

2024-06-19 às 14:19
Foto: PCPR

A Polícia Civil do Paraná (PCPR), através da 41ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Irati cumpriu, na manhã desta quarta-feira (19), um mandado de prisão preventiva contra um homem de 46 anos pelos crimes de lesão corporal qualificada contra mulher, por causar dano psicológico à mulher e descumprimento de decisão judicial que defere medidas protetivas da Lei Henry Borel.

Os fatos chegaram ao conhecimento da Polícia Civil do Paraná após comunicação do Conselho Tutelar acerca de uma situação de violência doméstica, inicialmente reportada por meio de denúncia anônima através do canal Disque 100. Diante da referida denúncia, o Conselho Tutelar realizou um diligente trabalho de averiguação inicial das condições da vítima indicada na denúncia anônima, elaborando minucioso relatório sobre os fatos.

Encaminhados tais documentos à 41ª Delegacia Regional de Polícia de Irati, imediatamente passou-se a análise pormenorizada dos fatos relatados. Segundo a Polícia, a vítima vive há anos em um contexto de violência física e psicológica, já tendo sido necessário que vizinhos interviessem para fazer cessar as agressões. Além disso, constatou-se uma perpetuação do ciclo de violência, visto que o suspeito chantageia a vítima sempre que esta busca deixar o relacionamento.

Além disso, o investigado teria contra si medidas protetivas de urgência decretadas em favor do filho do casal, sendo que diversos relatos apontavam para o contumaz descumprimento, visto que o suspeito permanecia comparecendo à residência em que moram as vítimas.

Diante dos fatos, a polícia civil representou pela prisão preventiva do investigado que foi determinada pelo judiciário. Ele foi entregue ao departamento penitenciário onde permanece à disposição da justiça.

A PCPR solicita a colaboração da população com informações que auxiliem nas investigações de crimes ligados à violência doméstica e familiar contra a mulher. As denúncias pode ser feitas de forma anônima pelos números 197 e 181.

da PCPR/13ª SDP