Quinta-feira, 25 de Julho de 2024

Jornadas de turismo reúne 170 profissionais da área no Litoral do Paraná

2024-06-21 às 19:41
Foto: SETU-PR

Cerca de 170 empresários e profissionais do turismo dos sete municípios do Litoral participaram, nesta sexta-feira (21), da 2ª Jornadas Turísticas do Paraná. O evento aconteceu em Paranaguá, promovido pela Secretaria do Turismo do Paraná (Setu).

A proposta é envolver os profissionais das 18 Regiões Turísticas do Estado até o final do ano. Os participantes tiveram acesso a palestras de qualificação e linhas de créditos ofertadas pelo Governo do Estado ao setor. Após as palestras, foram realizadas dinâmicas com casos ligados ao turismo. “O Litoral do Estado tem muitos atrativos além da praia e a Secretaria está aqui reunindo esse público todo para mostrar de que forma podemos ajudar a alavancar esse turismo”, destacou a diretora geral da Secretaria do Turismo, Camila Aragão.

Foram apresentados os programas aprovados por lei pela Assembleia Legislativa do Paraná (Paraná + Viagens, Paraná + Eventos e Paraná + Infraestrutura), opções de fomento, dados do turismo ofertados pelo Estado, o projeto Qualifica Setu, o Cadastur e seus benefícios, e também como organizar os eventos do trade e colocar seus produtos na prateleira de vendas do turismo.

Entre as oficinas, os temas foram definidos de acordo com o potencial turístico da região, como os atrativos da Grande Reserva da Mata Atlântica. Os participantes conheceram a Rede de Portais, criada por um grupo de empresários locais para promover os serviços do turismo e suas informações.

Também foram feitas oficinas sobre roteirização, infraestrutura e marketing. Jackson Gusso atua com receptivo aos turistas na Grande Reserva da Mata Atlântica, levando turistas para passeios de caiaque no chamado Vale do Gigante, em Antonina. Ele participou da oficina de capacitação sobre roteirização no turismo. “Eu adorei porque vai direto ao ponto e o que eu achava que sabia, descobri que não era a melhor forma de fazer. Isso é o que o empresário precisa e o que estamos tendo contato agora”, destacou.

Turismo além da praia

Como parte das Jornadas, equipes da Setu percorrem, durante a semana, empreendimentos da região para promover a aproximação com o segmento privado e convidar para participar das reuniões. O objetivo também é conhecer melhor atrativos.

Uma das propriedades visitadas foi a Fazendo Morro Holandês, propriedade rural de Paranaguá.  Os proprietários, compostos por uma sociedade familiar, descobriram o potencial turístico do local com a pandemia. “Na pandemia, dois ciclistas acabaram na nossa propriedade, pensando ser a continuidade da Estrada. Meu pai os acolheu e apresentou a eles o sorvete que produzimos. Eles amaram nosso trabalho e nossa fazenda e a partir daí, muitas pessoas começaram a nos procurar para passar o dia relaxando ali”, conta Débora Deijkstra Los, uma das proprietárias.

Atualmente, a propriedade recebe estudantes e turistas que querem conhecer os animais da propriedade, a produção de queijo, iogurte e sorvete, além de aproveitar o dia em meio à natureza. “Nós estamos querendo também fazer parte dos pacotes para quem desce do navio de cruzeiros na próxima temporada. Por isso passar por qualificação é sempre importante, porque não éramos do turismo até pouco tempo, trabalhávamos somente com a agricultura”, completou Débora.

Para Rudi Haupt, proprietário do parque temático geoparque, em Morretes, o evento ofertou informações que muitas vezes os empresários não teriam acesso. “Como eu gosto de empreender,  o que mais me chamou a atenção foi a oferta de recursos e descobri aqui que existe toda uma logística, onde uma coisa puxa a outra dentro do turismo”, afirmou.

Valorização

Para o prefeito de Morretes, cidade que possui dois produtos com Indicação Geográfica (o barreado é a cachaça), Júnior Brindarolli, o trade trabalha para que o turista permaneça nas cidades que visita.

“Hoje temos um Governo do Estado que atua com todos os municípios do Litoral para que isso aconteça durante o ano todo. O turismo vem num crescimento imenso e isso fortalece, também, a nossa agricultura que vende seus produtos para o turismo”, disse.

Já o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, reafirma a importância da iniciativa privada andar ao lado do poder público para fortalecer a economia local. “Hoje o Governo está investindo em infraestrutura e com recursos para que os municípios e os empresários possam alavancar essa indústria do turismo, que é uma das mais rentáveis e sustentável do mundo”, afirmou.

A importância da qualificação foi destacada pela secretária de Cultura e Turismo de Paranaguá,  Maria Plahtyn. Na última temporada de verão, a cidade foi a responsável por recepcionar quase 25 mil turistas, muitos estrangeiros, que chegaram ao Paraná pelos navios de cruzeiros.

“A qualificação deve ser um ato contínuo no turismo, porque sempre temos novas tendências de mercado, tivemos a pandemia que mudou todo o conceito do trade. Se a gente achar que já atingiu o conhecimento máximo, podemos perder mercado, clientes e dinheiro”, disse.

“Os sete municípios estão cada vez mais andando juntos para trazer turistas à região e esse é o principal trabalho da Adetur”, destacou o pesidente da Adetur Litoral, Nelson Cotovicz.

Oportunidades

O evento também abriu espaço para os empresários mostrarem seus produtos, desde artesanatos, gastronomia com alimentos e bebidas típicas, até confecção de roupas.

Os participantes também foram convidados para integrar os estandes da Secretaria do Turismo em feiras e eventos nacionais e internacionais, apresentando seus atrativos.

É possível expor no Festival de Inverno de Curitiba (entre 26 e 28 de julho), no Salão Nacional do Turismo no Rio de Janeiro (de 08 a 11 de agosto), no FIT Buenos Aires (de 28 de setembro a 01 de outubro), e também no FITPAR Paraguai (entre 11 e 13 de outubro). Para fazer parte desses eventos, basta entrar em contato com a Secretaria do Turismo pelo telefone (41) 3304-7058.

da AEN