Domingo, 21 de Julho de 2024

Parceria viabiliza campanha de conscientização sobre logística reversa

2023-05-10 às 18:57
Foto: Divulgação

Conteúdo educativos em sacos de pão são apresentados para empresários da panificação

Nesta terça-feira (9) a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), o Instituto Paranaense de Reciclagem (InPAR), o Sindicato da Indústria do Trigo do Estado do Paraná (Sinditrigo Paraná) e o Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria dos Campos Gerais (Sindpan Campos Gerais) realizaram um evento na Casa da Indústria, com o objetivo de firmar uma parceria entre as entidades para a realização de iniciativas de logística reversa de embalagens.

A logística reversa é um conjunto de procedimentos e meios para recolher e dar encaminhamento a resíduos pós-venda ou pós-consumo gerados pelo setor empresarial. “Temos indústrias em Ponta Grossa que já utilizam os serviços do InPar para cumprir com a determinação legal da correta destinação dos resíduos sólidos. Estas empresas passam a quantidade de embalagens que geram para o Instituto, que então promove o recolhimento, dando a destinação correta de forma a não prejudicar o meio ambiente. A ideia é avançar nesta conscientização, não apenas com as indústrias, mas também com as famílias”, disse o presidente do Sindipan CG, Darcy Miara Júnior,

A proposta do InPar é, por meio dos sacos de pão de papel, sensibilizar as pessoas para a importância da reciclagem, com foco no consumidor final. Rommel Barion, presidente do InPar, explica que o projeto desenvolvido pelo Sinditrigo e as panificadoras foi criado para a conscientização da população. “Com este tipo de iniciativa estamos levando ao consumidor final uma mensagem para que se faça o descarte correto das embalagens dos seus produtos num posto de consumo. Desta forma, incentivamos o associativismo”.

Barion destaca que o Inpar trabalha na recuperação de todas as embalagens de seus associados, como plástico, papel, papelão, metal e vidro. “Temos que recolher no mínimo 22% para enviar para reciclagem. Porém, para que isso ocorra é necessário fazer o descarte de forma adequada, começando dentro de casa. Isso é uma responsabilidade compartilhada. Começa com o cidadão, passa pelo comerciante, pela indústria, pelo importador de serviços e volta para o consumidor, que é o grande responsável por tudo. Então, essa atividade é de conscientização da comunidade”, explica o presidente do Inpar.

Para Miara Júnior, a iniciativa é louvável porque utiliza do pacote de pão para conscientizar as pessoas. Ele conta que o formato em quadrinhos estimula também as crianças a cobrarem seus pais quanto à destinação correta dos resíduos sólidos. “Precisamos ver essa mudança na cultura das famílias, priorizando a reciclagem tanto por questões econômicas, mas também pela preservação do meio ambiente”, finaliza.

da assessoria