Terça-feira, 23 de Julho de 2024

UFPR revoga títulos de doutores “Honoris Causa” concedidos a presidentes militares durante a ditadura

2024-04-02 às 11:01

Nesta segunda-feira (01), o Conselho Universitário da Universidade Federal do Paraná cassou os títulos de “doutor honoris causa” concedidos a três presidentes do Brasil durante a ditadura militar. Os contemplados foram Humberto de Alencar Castelo Branco, em 31 de julho de 1964; Artur Costa e Silva, em 18 de setembro de 1968; e Ernesto Geisel, em 13 de janeiro de 1976, com o título entregue em uma cerimônia em 16 de janeiro de 1981.

Em nota divulgada no site da instituição, o reitor da instituição aponta que “revogar os títulos de doutores Honoris causa dados aos presidentes da república da época da ditadura militar brasileira – que na época ditatorial eram chefes de estado e de governo, chefes supremos das forças armadas, articuladores e executores centrais das políticas de repressão e do terror de Estado, condutores de regimes de força que levaram adiante horrores, torturas, mortes e supressão de direitos, de liberdades e da própria democracia – parece que é medida necessária para uma instituição como a Universidade Federal do Paraná.

“Este é o momento de reafirmar o compromisso da universidade com o presente”, […] “dar os nomes às coisas como elas são” […] em “memória de tantas pessoas (ou seus familiares), ainda no nosso convívio, que sofreram nas próprias vidas e nas próprias carnes e corpos as injustificáveis violências da ditadura” […] “Precisamos hoje sermos melhores do que fomos ontem”, complementa o reitor.

Confira abaixo a íntegra da nota publicada pela UTFPR:

Neste momento, em 1º de abril de 2024, ocorre a reunião do Conselho Universitário (COUN) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que aprovou e resultou a deliberação de revogar os títulos de Doutores “Honoris Causa” concedidos aos presidentes da República militares durante o período da Ditadura.

Foi constatado que, de fato, a UFPR concedeu títulos de doutor “Honoris Causa” a Presidentes Militares durante a Ditadura, que perdurou entre 1964 e 1985. Em uma análise nos documentos históricos, encontrou-se registros nas atas do Conselho Universitário que confirmam a concessão desses títulos. Em 31 de julho de 1964, foi concedido o título ao presidente Humberto de Alencar Castelo Branco; em 18 de setembro de 1968, ao presidente Artur Costa e Silva; e em 13 de janeiro de 1976 (com a entrega ocorrendo em 16 de janeiro de 1981), ao presidente Ernesto Geisel.

“Revogar os títulos de doutores Honoris causa dados aos presidentes da república da época da ditadura militar brasileira – que na época ditatorial eram chefes de estado e de governo, chefes supremos das forças armadas, articuladores e executores centrais das políticas de repressão e do terror de Estado, condutores de regimes de força que levaram adiante horrores, torturas, mortes e supressão de direitos, de liberdades e da própria democracia – parece que é medida necessária para uma instituição como a Universidade Federal do Paraná”, disse Ricardo Marcelo Fonseca, reitor da UFPR.

Segundo o texto do relator nesse processo, o reitor Ricardo Marcelo Fonseca, este é o momento de reafirmar o compromisso da Universidade com a Democracia e com a Memória. Afinal a universidade mais antiga do país, com 111 anos de história, “não pode deixar de respeitar continuamente o passado na sua real espessura e deve a cada momento se vacinar contra as ‘artimanhas da memória’ que ainda hoje atuam para distorcer, para deturpar, para desenformar”.

Ricardo Marcelo salienta ainda em seu texto que:

“Este é também o momento de reafirmar o compromisso da Universidade Federal do Paraná com a Justiça: termo milenar e cheio de significados, termo que em tantos momentos já serviu para implementar o seu exato oposto (a injustiça), termo complexo e equívoco, mas que aqui é usado num dos seus sentidos mais fortes, o de reparação” […] “Isso se constitui num dever nosso, um exercício absolutamente necessário”.

“Este é o momento de reafirmar o compromisso da universidade com o presente”, […] “dar os nomes às coisas como elas são” […] em “memória de tantas pessoas (ou seus familiares), ainda no nosso convívio, que sofreram nas próprias vidas e nas próprias carnes e corpos as injustificáveis violências da ditadura” […] “Precisamos hoje sermos melhores do que fomos ontem”.

“Este é o momento de reafirmar o compromisso de nossa universidade com o futuro” […] “Precisamos assegurar que as novas gerações que entram nos portões da Universidade Federal do Paraná sintam- se sempre mais e mais conectadas com os melhores valores democráticos. Precisamos ser melhores amanhã do que somos hoje, do que fomos ontem”.

Veja a íntegra do relato hoje apresentado ao Conselho Universitário (COUN), com fotos e trechos das atas históricas em arquivo anexo.

O vídeo com a íntegra desta sessão histórica do COUN/UFPR poderá ser encontrado, logo após o fim da reunião, em nosso canal do youtube, UFPR TV Eventos

Este material está disponível com direitos livres para uso na imprensa, permitindo a reprodução de trechos ou até mesmo a indicação do link para que a reunião possa ser vista na íntegra neste link