Sábado, 13 de Julho de 2024

Neto é preso pela Polícia Civil após desrespeitar medida protetiva e agredir avó no interior do Paraná

2023-04-25 às 13:51

Um jovem de 19 anos foi preso em flagrante após agredir a avó no Distrito do Socavão, em Castro. A prisão em flagrante ocorreu na tarde desta segunda-feira (24), pela equipe da 43º DRP-Castro, em razão do descumprimento da medida protetiva de urgência que a idosa possui contra o acusado, seu próprio neto.
Segundo informações coletadas em depoimento, o neto proferia diversas ameaças e constantes agressões, obrigando-a a fornecer dinheiro para a compra de entorpecentes. O indivíduo relatou que é usuário de drogas e que por diversas vezes furtou objetos domésticos da residência da avó.
Mediante a gravidade dos fatos, a idosa de 68 anos, procurou a delegacia temendo pela própria vida, pois o neto a ameaçou de morte.
Configurada a grave ameaça, foi concedida medida protetiva, a qual não foi cumprida pelo neto, e em desobediência da mesma, foi autuada a prisão em flagrante pelo descumprimento.

Da prisão:

De posse das informações apuradas, a equipe deslocou-se até o interior do município, local de residência da idosa. Uma vez configurado o crime de descumprimento de medida protetiva, o agressor foi preso em flagrante delito, ocasião em que os policiais o conduziram para a delegacia de Castro para a lavratura do auto de prisão em flagrante.
O descumprimento da medida protetiva de urgência prevista na Lei Maria da Penha configura o crime do artigo 24-A conforme a Lei 13.641/2018, norma que altera dispositivos da Lei Maria da Penha (Lei 11340/06), e tipifica o crime de descumprimento de medidas protetivas de urgência impostas em razão de violência em âmbito doméstico.

O que são medidas protetivas? 

As medidas protetivas são ordens judiciais concedidas com a finalidade de proteger um indivíduo que esteja em situação de risco, perigo ou vulnerabilidade. São providências que o magistrado pode determinar para garantir a integridade física da vítima de violência doméstica.

📞 Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser encaminhadas para o telefone 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (42)99840-1110, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

O sigilo e o anonimato são garantidos.

da PCPR