Terça-feira, 21 de Maio de 2024

Audiência pública debate terceirização de cemitérios em PG nesta quinta (22)

2024-02-21 às 14:36

Em entrevista ao programa Manhã Total, apresentado por João Barbiero, na Rádio Lagoa Dourada FM (105,9 para Ponta Grossa e região e 90,9 para Telêmaco Borba), nesta quarta-feira (21), a vereadora, Joce Canto, destacou a audiência pública sobre a terceirização dos cemitérios da cidade.

Terceirização dos cemitérios municipais de Ponta Grossa

Uma audiência pública, marcada para esta quinta-feira (22), irá debater sobre o Projeto de Lei 449/2023, de autoria do Poder Executivo, que prevê a terceirização dos cemitérios municipais de Ponta Grossa.

“Nós acreditamos que seria necessário abrir um debate com a nossa comunidade sobre esse tema para que as pessoas que trabalham na área e vivem dela pudessem também opinar”, destaca. “Primeiramente o projeto é muito vago, porque não fala sobre a questão de taxas. Popularmente falando, ele é um cheque em branco para a Prefeitura”, complementa.

Comparativo com Maringá

Joce pontua que se realizar um comparativo com cidades que privatizaram os cemitérios existe uma diferença considerável no valor de algumas taxas. “Quando uma pessoa morre na cidade, é necessário que a família pague uma taxa do VR [Valor de Referência] dentro de algum dos nossos 21 cemitérios no valor aproximado de R$ 120. Para fazer um comparativo, podemos pegar o exemplo de Maringá em que os cemitérios são privatizados e a taxa é de R$ 800”, pondera.

A vereadora acredita que é necessário entender como será realizado esse processo em Ponta Grossa. “Naturalmente uma empresa privada visa o lucro, então como será realizado esse processo? Eu não sou contra o projeto, porém eu quero entender como isso pode beneficiar o nosso cidadão”, afirma.

Ela também questiona como ficará a situação das pessoas que estão inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). “Essas pessoas possuem a isenção, então quem que pagará por isso? Provavelmente essas pessoas continuarão isentas, porém vai sair do bolso de quem?”, contesta. “Provavelmente esta conta será paga por todos os contribuintes, porque quando existe a isenção é a Prefeitura que paga”, ressalta.

Objetivo da audiência pública

Joce aponta que a solicitação da audiência pública é para que possam ser respondidos todos esses questionamentos em relação ao projeto. “Quando falamos em cemitérios, não estamos falando simplesmente de ter um local para colocar o corpo de um ente querido. Nós estamos falando de uma questão histórica e também religiosa, então é necessário abrir esse debate para toda a nossa sociedade”, destaca.

Serviço

A audiência pública, proposta pela vereadora Joce Canto e o mandato coletivo do PSOL, acontecerá no plenário da Câmara Municipal, na quinta-feira (22), às 18h30.

Clique aqui e acesse o PL na íntegra.

Confira a entrevista completa: