Sábado, 04 de Dezembro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Cliniponta é a primeira clínica veterinária a fazer exames de endoscopia em Ponta Grossa

28/03/2020 às 15:28

Agilidade, qualidade e comprometimento com a saúde e o bem-estar animal. Esses são os pilares da clínica ponta-grossense Cliniponta, que desde março passa a fazer também exame de endoscopia veterinária. Inédito em Ponta grossa, o serviço é um dos melhores e mais utilizados métodos de avaliação do trato gastrointestinal, auxiliando também na retirada de corpos estranhos que os pets muitas vezes ingerem.

“Atualmente, a endoscopia é um procedimento bem estabelecido na veterinária, na obtenção de amostras teciduais, sendo relativamente rápido e minimamente invasivo. É muito importante na remoção de corpo estranho”, detalha Cristiane Trentin, veterinária e proprietária da clínica. Para poder realizar o procedimento da melhor maneira, Cristiane e outros dois veterinários da clínica fizeram cursos intensivos de endoscopia.

Ingestão de corpos estranhos
De acordo com Cristiane, a principal utilidade da endoscopia consiste no diagnóstico terapêutico de diversas patologias, mas a rotina de ingestão de corpos estranhos de pequenos animais é muito comum. “Os pets são muito curiosos e acabam ingerindo meias, pedras, moedas, bolinhas, brinquedos, entre outros corpos. Por meio do endoscópio, pode-se introduzir pinças para a retirada desses corpos e para a realização de exames citopatológicos, histopatológicos, microbiológicos e biópsias”, explica.

O recurso já existe em outras cidades, mas, em alguns casos mais graves, o deslocamento e a demora não são indicados. O método utilizado na retirada de corpos estranhos costumava ser a gastrotomia (abertura do estômago), que, dependendo da obstrução ou tamanho do objeto, ainda é utilizado, mas com uma recuperação mais delicada. “Com a endoscopia é mais rápido e mini mamente invasivo. O procedimento é realizado por um fino e longo tubo flexível que tem uma câmera na extremidade, por meio da qual observamos o interior dos órgãos e introduzimos a pinça para a retirada do objeto”, detalha.

O grande número de pets que ingere acidentalmente objetos estranhos foi o que motivou a Cliniponta a investir em um aparelho de endoscopia. “A cirurgia é muito invasiva, com a abertura do estômago e os cuidados com o pós-operatório. O paciente fica internado e, ao receber alta, precisa seguir recomendações como jejum, comida liquida e pastosa, e tem uma recuperação demorada”, compara.

Exames e biópsias
A endoscopia também é muito útil no diagnóstico de alterações no sistema gastrodigestivo e em biópsias. Com a tecnologia, é possível observar diretamente e obter amostras teciduais do esôfago, estômago e trato intestinal, auxiliando no diagnóstico de doenças inflamatórias, neoplasias do aparelho digestório e alterações anatômicas que não podem ser confirmadas por ultrassonografias ou radiografias. “A endoscopia é muito útil para pets que apresentam vô – mitos constantes, refluxo gastroesofágico, dificuldade de deglutição, anorexia e dificuldade para defecar. A biópsia é realizada por meio de pinças, obtendo amostras da mucosa ou tecido”, acrescenta.

Como é feita a endoscopia
Cristiane explica que a endoscopia é um exame simples, relativamente rápido, acessível e minimamente invasivo. “A vantagem da endoscopia é que se trata de um exame rápido, indolor. Além disso, o paciente tem uma recuperação rápida em comparação com uma cirurgia, que exige mais cuidados com o pós-operatório, por ser mais longo”, pontua.

Um tubo fino, muito longo e bastante flexível é introduzido pela boca do animal. Uma câmera, instalada na ponta do endoscópio, permite que o veterinário analise as alterações no sistema gastrointestinal e respiratório. Além disso, há um pequeno canal por onde podem ser inseridos instrumentos médicos e pinças.

Anestesia
Como sedações eventualmente podem acarretar em complicações, a veterinária indica que sempre se faça exame pré-anestésico no animal antes de submetê-lo ao exame endoscópico. Desse modo, é possível observar se o paciente apresenta alguma alteração e se precisam ser tomados cuidados adicionais antes da cirurgia.

A Cliniponta conta com centro cirúrgico equipado e aparelhos com tecnologias modernas quando se trata de anestesia. O paciente só é liberado para realizar o procedimento após aprovação pelos exames pré-anestésicos. A anestesia mais utilizada é a anestesia geral. “Após a aplicação do anestésico, com o paciente sedado, ele é intubado e posicionado para inalar a anestesia, permanecendo com o tubo durante o procedimento, sendo monitorado constantemente pelo anestesista”, explica Cristiane.

A veterinária explica que é muito importante que a clínica onde será realizado o procedimento tenha centro cirúrgico e profissionais capacitados a reverter qualquer complicação que possa ocorrer durante a anestesia. “Terminado o procedimento com a anestesia finalizada, o paciente continua sendo monitorado até acordar. Esse monitoramento é extremamente importante, pois podem ocorrer alguns eleitos colaterais como vômito, baixa temperatura e prostração. Depois que acorda, o paciente recebe alta e pode ir para a casa no mesmo dia”.

Preparação e recuperação
Antes da endoscopia, o paciente precisa passar por uma preparação para fazer a digestão, não criar gases e deixar o aparelho digestivo limpo. A recomendação é que o animal fique de 12 a 24 horas sem ingerir alimentos sólidos, e de três a quatro horas sem tomar água.

A recuperação de uma endoscopia é muito simples, mas, como o animal estava sedado, é normal que ele acorde um pouco desorientado. O proprietário deve evitar abraçar, acariciar ou fazer movimentos bruscos até que ele recobre totalmente a consciência. A garganta, o esôfago, o estômago e o intestino podem ficar sensíveis por algumas horas após o procedimento. Por esse motivo, o indicado é fornecer água em pequenas quantidades somente depois de 30 minutos, e esperar de três a quatro horas para oferecer alimentos sólidos, também em pequenas porções.

Parceria
Cristiane defende que o exame é importante para os veterinários, auxiliando no diagnóstico de patologias, e que Ponta Grossa vai se beneficiar com a aquisição do aparelho. “Será de extrema importância fazer diagnósticos quando, em alguns casos, não se consegue fazê- -los nos exames de raio-X ou ultrassonografia”, observa.

Animais atendidos por outras clínicas veterinárias da cidade também poderão realizar o exame na Cliniponta. O equipamento é portátil e, em casos de emergência ou quando não for possível fazer o transporte, os profissionais da clínica se deslocam até a empresa solicitante.

CLINIPONTA
Inaugurada há dois anos em Ponta Grossa, a Cliniponta está sempre em busca de inovação com o propósito de oferecer a melhor infraestrutura para os animais. Além da endoscopia, a clínica trabalha com consultas por videoscopia, consultórios individuais para cães e gatos, raio-X, ultrassom e centro cirúrgico. A equipe conta com profissionais que prestam atendimento 24h.

A clínica ainda disponibiliza hotel monitorado para pets com vários diferenciais exclusivos. Cada animal fica em um ambiente próprio, com amplo espaço para se movimentar, e há revezamento para passeio na área verde. Os proprietários podem acompanhar as atividades durante o dia ou à noite por meio de aplicativo.

D’P Serviço
Cliniponta Clínica Veterinária
Endereço: Rua Riachuelo, 149 – Centro
Atendimento 24 horas
Telefone: (42) 3027-7887 | 9-8816-8800

Por Michelle de Geus | Foto: Paola Antunes