Sábado, 13 de Julho de 2024

Evento ‘Bom pra Cachorro’ reúne feira de adoção e concurso para pets neste final de semana no Lago de Olarias

2023-04-14 às 14:35

Neste sábado (15) e domingo (16), o Lago de Olarias receberá a 7ª edição do evento “Bom pra Cachorro”, realizado pela Associação de Protetores de Animais de Ponta Grossa, Grupo Fauna de Proteção aos Animais e pelo grupo Amigos de São Francisco, em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente.

Em entrevista ao programa Manhã Total, apresentado por João Barbiero, na Rádio Lagoa Dourada FM (105,9 para Ponta Grossa e região e 90,9 para Telêmaco Borba), nesta sexta-feira (14), Karina Fátima Camargo e Bruno Briki, protetores independentes de animais, deram detalhes sobre o evento.

O evento acontecerá das 13h às 18h e contará com área kids, praça de alimentação, e com a presença de uma equipe do CRAR para conscientizar a população sobre doenças, maus tratos e meio ambiente. Além da feirinha de adoção, o evento também contará com a venda de artigos para pets, distribuição de amostras de ração e muito mais.

No domingo, às 17h, a programação inclui um concurso para pets com as seguintes categorias: animal mais simpático, o mais parecido com o dono e o mais estiloso. As inscrições acontecerão durante o evento e o custo será de 1kg de ração para cada categoria.

Bruno e Renata também fazem o resgate de animais que estão em extrema necessidade. “São animais que precisam de um tratamento um pouco mais urgente, que acaba resgatando. Cadelas no cio também”, diz Bruno.

Outra ação desenvolvida pela dupla é da conscientização sobre a adoção de animais. “A gente comenta que não existe animal de rua e sim animal deixado por algum ser humano na rua. Cadela no cio, geralmente eles têm um dono, mas começa a dar problema, eles não querem gastar com veterinário. A gente conscientiza nas nossas feiras sobre a responsabilidade da adoção. Tem que ter vários critérios, temos que saber se a pessoa vai cuidar. Tem que saber que vai ter gastos, tem pet shop, as pessoas têm que ter consciência que esse animal não é descartável, também sente dor”, diz Karina.

Confira a entrevista completa:

da assessoria