Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Florais podem ser utilizados como estímulo para reajuste do corpo, diz farmacêutica Dra. Juliana Ribeiro

2023-05-05 às 18:48

Em entrevista ao programa Manhã Total, apresentado por João Barbiero, na Rádio Lagoa Dourada FM (105,9 para Ponta Grossa e região e 90,9 para Telêmaco Borba), nesta sexta-feira (5), a farmacêutica Dra. Juliana Ribeiro, explicou quais as funcionalidades dos florais e como eles podem ajudar no dia a dia.

Os florais atuam principalmente na mudança de comportamento e de hábito, segundo Ribeiro. “O corpo está cansado, concordo, mas se você tem uma mente disposta, mesmo arrastado você vai fazer alguma função, seja academia, ou alguma tarefa. É o foco, hábito, persistência, disciplina, é o conjunto de tudo. Os florais e homeopatia mudam o comportamento”, reforça.

O tratamento com florais é reconhecido pela Anvisa, conforme explica Dra. Juliana, e atua no campo energético do ser humano, nos chamados ‘biocampos’. Nesta região estão concentradas as questões de pensamentos, emoções e até a conduta diária de cada um. “Isso é mensurável, eu tenho 20 aparelhos que medem energia das pessoas, eu consigo entender se a pessoa tem amor, ódio, inveja, todos nós temos os três, só que temos que ver o que é prioritário, o que está desgastando a qualidade de vida desse indivíduo”, diz.

Para mudar o que está desgastando o corpo é preciso influenciar com energias, que são capazes de mudar o ‘biocampo’, segundo Juliana. “Pode ser por meio de uma palavra, um incentivo, e pode ser um floral, que é uma frequência positiva que vai ressoar o amor que a pessoa precisa, por exemplo”, explica.

Entretanto, não é necessário tomar um litro de floral para ser feliz, “são gotinhas, é a frequência, o estímulo para seu corpo reajustar”, completa. “O resultado, a partir do momento que você entra em contato com qualquer tipo de frequência, é uma energia de um medicamento, de uma comida, até de um floral, ambiente, estar ao lado de uma pessoa que você gosta ou não, é instantâneo, mas por que demora um tempo para perceber a diferença? Porque sua percepção tem que mudar”, pontua Ribeiro ressaltando que, desta forma, o corpo vai se habituar a pensar diferente sobre o mesmo assunto.

“Não é que o floral em si vai curar doenças, vai melhorar o aspecto energético desse corpo, para esse corpo conseguir superar essa doença, trazendo qualidade de vida”, reforça.

Clique aqui e confira a entrevista completa.