Sábado, 20 de Julho de 2024

Pauliki propõe discutir a criação de novo Centro Administrativo para PG

2024-03-28 às 14:50

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o administrador Marcio Pauliki propõe que o poder público e as entidades discutam a criação de um novo Centro Administrativo para Ponta Grossa, que abrigue a Prefeitura e a Câmara Municipal. O questionamento do empresário veio após o episódio de princípio de incêndio nas dependências do prédio do Executivo. Ele ressalta que o prédio da Prefeitura tem cerca de 50 anos, por isso, está na hora de pensar em um projeto que atenda melhor a população e garanta o bem-estar dos funcionários.

“Sabemos que existem muitas prioridades na cidade, na área de saúde, educação, mobilidade, segurança, transporte público, pavimentação, entre outros. Mas, pudemos ver que o local onde se encontra o poder público da cidade está ficando inadequado, seja pela grande dificuldade da população em acessar o seu entorno, ou em relação ao funcionalismo que hoje trabalha em um prédio com quase meio século e que passou por poucas reformas e algumas manutenções até precárias”, explica Pauliki.

Em um ano eleitoral para escolherem os novos representantes no poder Executivo e Legislativo municipal, Pauliki reforça que é importante levantar esse tipo de discussão, para que os líderes políticos e entidades como ACIPG, FIEP, OAB, AEAPG, possam colocar em pauta a possibilidade de construir esse novo Centro Administrativo em Ponta Grossa, uma vez que um projeto como esse pode levar até uns 10 anos para que, de fato, a obra seja concluída.

“Existem muitas possibilidades de realizar uma obra como essa sem grandes recursos públicos e a parceria público privada é uma delas. O ideal é que fosse construído em um local um pouco mais distante do centro, para que a cidade se desenvolva em seu entorno. No lugar onde estão esses prédios, imagina só o que se podem oferecer de opções para o bem da população? É no mínimo interessante pensar, não é mesmo?”, enfatiza o administrador.

Pauliki ainda reforça que, apesar de compreender que muitas demandas estão sendo resolvidas através de serviços virtuais, é preciso ofertar um espaço novo e adequado para atender a população, que consiga unir tecnologia e inovação, realizando um atendimento híbrido que vai do presencial ao online.

da assessoria