Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Vítimas de acidente envolvendo funcionário do Detran de PG pedem indenização de R$ 20 mil por danos morais e materiais

2023-04-26 às 13:37

As duas vítimas do acidente envolvendo o funcionário da 2ª Ciretran de Ponta Grossa, Gilberto Cordeiro, entraram na Justiça com uma ação pedindo R$ 20 mil em indenização por danos morais e materiais. A ação foi proposta nesta terça-feira (25), pelo advogado Alisson Alves Pepe. Gilberto conduzia um veículo Montana quando colidiu contra uma motocicleta Honda CG Fan, ocupada por um homem e uma mulher, na Rua Nicolau Kluppel Neto, na rotatória da Santa Paula, em 15 de fevereiro deste ano.

De acordo com a defesa das vítimas, o funcionário do Detran apresentava sinais visíveis de embriaguez e se recusou a fazer o teste do bafômetro após o acidente. No processo da ação judicial, ao qual o portal D’Ponta News teve acesso, o advogado afirma que “o condutor do veículo, que é formador de motoristas, encontrava-se embriagado, com estado sensorial em que não dispõe das melhores condições psicomotoras (reflexos e domínio dos membros) ou interpretativas (autocrítica, percepção de realidade, atenção, julgamento, tomada de decisão, análise de riscos, etc.), situações gravadas com prejudicialidade para a prática de atos que demandem atenção e concentração”. O advogado ainda ressalta que Gilberto teria tentado se evadir do local sem prestar socorro, contudo foi parado por cidadãos que estavam no local.

“Tratando-se de um agente de formação de condutores, era esperado uma conduta muito mais prudente e moderada, condizente com os valores de um conhecedor das normas de trânsito, que deveria ser exemplo para a sociedade”, afirma o advogado.

O valor de R$ 20 mil a título de indenização corresponde aos danos morais sofridos, pelos ferimentos e transtornos suportados pelas vítimas, segundo o advogado. Além disso, também pleiteiam os valores relativos ao conserto da motocicleta e dos aparelhos telefônicos danificados na colisão.

De acordo com o Portal da Transparência do Governo do Paraná, Gilberto Cordeiro ingressou no Departamento de Trânsito do Paraná em 2006, como técnico de atividades de trânsito. No portal, o funcionário consta com vínculo ativo com o Detran, com remuneração bruta de R$ 7.087,32 no mês de março.

Questionado pelo D’PN, o Detran-PR informou, em nota, que o servidor foi afastado das funções de examinador e está cumprindo funções administrativas. “O Detran-PR não irá se manifestar pois este problema não aconteceu durante o exercício de suas funções. Foi em horário fora do expediente e com veículo particular”, diz a nota.

A reportagem do portal D’Ponta News entrou em contato com Gilberto Cordeiro para obter esclarecimentos sobre o assunto, porém não houve retorno até a publicação desta matéria. O conteúdo será atualizado em caso de resposta.