Sábado, 20 de Julho de 2024

Secretaria de Saúde de Londrina libera mais 3.500 vagas para vacinação contra Covid-19

2023-05-08 às 14:04
Foto: Vivian Honorato/Arquivo NCom

Na manhã desta segunda-feira (8), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) liberou mais 3.500 mil vagas para vacinação de reforço contra Covid-19. Os dias e horários para tomar a dose bivalente contra o Coronavírus já estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade. Para recebê-la, basta acessar o site da Prefeitura de Londrina https://www4.londrina.pr.gov.br/sistemas/cadastrovacinacovid/ .

No último sábado (6), cinco Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Londrina vacinaram juntas 2.941 pessoas contra Covid-19. Estavam funcionando, das 8h às 18h, as UBSs do Cafezal (zona sul), Guanabara (centro), Alvorada (zona oeste), Armindo Guazzi (zona leste) e João Paz (zona norte). Além disso, 907 pessoas também receberam a dose do imunizante contra a gripe. O objetivo era oportunizar mais horários para aqueles que não têm tempo para ir ao posto de saúde durante o horário comercial, de segunda a sexta.

Segundo o secretário de saúde, Felippe Machado, é importante que a população procure se imunizar tanto contra o Coronavírus como contra a gripe. Isso porque, com a queda nas temperaturas, aumenta a circulação de vírus respiratórios e são as vacinas que ajudam a prevenir o aparecimento de casos graves dessas doenças. “Com a queda das temperaturas, a tendência é que haja mais circulação de vírus respiratórios, por isso estamos ampliando constantemente a abertura de novas vagas, para que cada vez mais pessoas se imunizem e fiquem protegidos de quadros mais graves”, disse.

Podem receber a vacina bivalente todas as pessoas com 18 anos de idade ou mais, desde que haja um intervalo mínimo de quatro meses (120 dias) da aplicação da última dose. Essa vacina protege contra as cepas originais e a variante Ômicron, que é a mais predominante atualmente no mundo. Segundo estudos recentes feitos pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde, o reforço vacinal reduz o risco de morte por Covid-19 em até 16 vezes, dependendo da idade, além de diminuir as chances do desenvolvimento de estágios mais graves da doença.

Com relação à gripe, a imunização é por livre demanda, ou seja, não é preciso agendar horário para receber a dose. No momento, 16 grupos prioritários podem receber a vacina contra o vírus Influenza. São eles: as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); os trabalhadores da saúde; gestantes; puérperas; professores do ensino básico e superior; povos indígenas; idosos com 60 anos ou mais; profissionais das forças de segurança e salvamento; profissionais das forças armadas; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e de longo curso; trabalhadores portuários; população privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade e os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.

da assessoria