Sábado, 25 de Junho de 2022

Vinhos & Viagens: ‘Alenquer – Terra de vinhos, tradições religiosas e históricas’, por Patrícia Ecave

15/04/2022 às 15:07

O Concelho de Alenquer fica a 45 km da capital Lisboa, é um dos 15 que integra o Distrito de Lisboa e está localizado entre colinas, circundado pela Serra de Montejunto e a margem direita do rio Tejo, possui uma área de 304,22 km², além de cultura religiosa e histórica, é famosa pela sua produção de vinhos.

 

Alenquer possui um grande património religioso e cultural, passeando pelas suas ruas é fácil encontrar castelos, conventos, igrejas, quintas e casas senhoriais, estas últimas rodeadas de campos vinhateiros, a região possui uma cultura enológica consolidada, portanto, esse é um dos grandes destaques de Alenquer, sua produção de vinhos reconhecida em todo país onde conquistou muitos prêmios.

O concelho divide-se em 11 Freguesias e Uniões de Freguesia: União de Freguesias de Abrigada e Cabanas de Torres, União de Freguesias Aldeia Galega da Merceana e Aldeia Gavinha, União de Freguesias de Alenquer, União de Freguesias Carregado e Cadafais, União de Freguesias de Ribafria e Pereiro de Palhacana e Freguesias de Carnota, Meca, Olhalvo, Ota, Ventosa e Vila Verde dos Francos. No Censo de 2021, a população residente no concelho de Alenquer era de 44.428 habitantes. O concelho orgulha-se de manter ativas as suas principais tradições, tais como a Bênção do Gado, o Pintar e Cantar dos Reis, ou o Leilão dos Cargos.

Sobre a tradição do Pintar e Cantar dos Reis, ao percorrer as ruas e algumas aldeias do concelho, você vai deparar-se com pinturas de flores e vasos pintados nas fachadas de casas.  Na noite de 5 para 6 de janeiro, os “reiseiros” (nome dado a quem cumpre essa tradição) dividem-se em 2 grupos: os dos pintores e dos cantores. A frente vão os pintores que, em silêncio, fazem os tradicionais desenhos nas entradas das casas. Atrás vai o grupo que canta, entoando o romance dos Reis Magos e um apelo às almas. Em 2021, essa tradição foi elevada a Patrimônio Cultural Imaterial Nacional.

E já que citei a tradição do Pintar e Cantar dos Reis, não posso deixar de lado o presépio que em Alenquer tem uma simbologia bastante importante. Em 1968 surgiu o Presépio Monumental em homenagem às vítimas das cheias do ano anterior, com o passar dos anos foi ganhando importância e sua imponência tornou-se visível a todos que passam pela EN1 (Estrada Nacional N⁰1) durante a época de natal, tornou-se um ícone da vila e do país, sendo considerado o presépio de Portugal.

Alenquer ainda possui diversos pontos a serem visitados como o Palácio Municipal de Alenquer, edifício neoclássico inaugurado em 1890, a Casa e Igreja de Espírito Santo, Convento de São Francisco, Casa da Memória Damião de Góis e das Vítimas da Inquisição, Igreja de São Pedro, Aldeia Galega da Merceana e Aldeia Gavinha, Museu Hipólito Cabaço, Museu João Mário, Museu do Presépio e obviamente as vinícolas da região.

Destaco o Museu do Vinho, um dos locais imperdíveis para quem aprecia vinhos e quer obter informações a respeito do assunto na região. Localizado num antigo celeiro real construído depois das invasões francesas para apoiar agricultores nas áreas devastadas, traz a história vitivinícola da cidade, com vários objetos antigos utilizados na colheita, fotos, materiais com destaque para as principais castas e um showroom com vinhos produzidos pelos produtores da região.  O espaço é muito organizado e bastante receptivo, fica na rua Serpa Pinto 2, 2580-340 (para se locomover em Portugal é importante ter o código postal de algumas regiões, pois há o mesmo nome de rua em vários locais).

Basílica de Santa Quitéria

A Basílica de Santa Quitéria é uma das igrejas que me chamou atenção, arquitetura religiosa setecentista, foi reconstruída no final do séc. 18, possui uma riqueza de detalhes que vale a visita ou para quem aprecia dedicar um tempo para missas. Ainda recomendo uma visita a Praça Luís de Camões onde fica a Câmara Municipal de Alenquer, ladeada pela rua Pêro de Alenquer, por lá tem uma espécie de mirante que dá uma vista linda da cidade e proporciona boas fotos. Seguindo um pouco mais a frente pela mesma rua está o Castelo de Alenquer, restou ainda um pouco da estrutura, mas, para quem aprecia estar próximo da história de cada cidade, vale a visita até lá.

 

Casa Santos Lima

No Concelho está localizada também a segunda vinícola exportadora do país, a Casa Santos Lima. Com mais de 300 marcas criadas, oferece uma linda estrutura de enoturismo para os visitantes com passeios de buggy, charrete, prova de vinhos e além de sua sede em Alenquer a Casa possui outros terroirs em Portugal: Douro, Vinhos Verdes, Alentejo, Algarve e explora atualmente o Dão. É a Casa Santos Lima que produz o Quinta de Bons Ventos, vinho tranquilo tinto elaborado com exclusividade para o Brasil, para mais imagens da vinícola clique aqui.

 

Para mais informações de Alenquer acesse o site oficial:

http://www.viveralenquer.pt/

 

Vinhos & Viagens

por Patrícia Ecave

Patrícia Ecave é jornalista, digital Influencer e sommelière paranaense. Trabalhou com radiojornalismo, assessoria de imprensa, eventos, produção de vídeos, funcionalismo público, gestão administrativa e gestão de pessoas. Realizou viagens enogastronômicas e cursos no país e no exterior, como Vale dos Vinhedos, Cone sul e Europa. Organiza workshops, cursos, jantares harmonizados, treinamento de equipes e consultoria geral. Escreve sobre viagens, vinhos e gastronomia.