Sexta-feira, 18 de Junho de 2021
foto: Clebert Gustavo

Vinhos & Viagens: Conheça o profissional que comanda a melhor carta de vinhos do Brasil

Hoje, a coluna destaca mais um profissional do mundo do vinho que nos falou de curiosidades, situações inusitadas que vivenciou e da sua dedicação a frente do restaurante que possui a melhor carta de vinhos do Brasil
11/05/2021 às 14:06

Com mais de 2.500 rótulos e mais de 100 safras de 26 países que somam aproximadamente 12.000, a Adega do Restaurante Durski está entre as melhores do país e é comandada por um jovem paranaense. 

O sommelier Arlei Kulik, nascido em Prudentópolis no Paraná, com apenas 34 anos, tem formação pela Associação Brasileira de Sommeliers e pela Wine & Spirit Education Trust. Durante minha visita, apresentou as luxuosas instalações do Restaurante Durski, que é de propriedade de Junior Durski e também do Madero que fica no mesmo prédio. 

Arlei já está há 14 anos na profissão, e o primeiro vinho apresentado a ele foi um Catena Alta Malbec, fato que o marcou. É apreciador de vários estilos de vinho, mas, particularmente, a complexidade dos vinhos de Borgonha lhe chama a atenção. Um outro vinho do seu gosto pessoal é o Château D`Yquem da classificação de 1855 de colheita manual com uvas selecionadas bago a bago: “um vinho sublime, que passa por um processo delicado e diferenciado de elaboração, apresenta  um equilíbrio perfeito entre doçura e acidez”, destaca Arlei que, com bom humor, comentou que  gostaria de poder guardar o aroma desse vinho em um pequeno vidro de perfume para poder abrir todos os dias antes e sentir o aroma antes de dormir.

Procurado por amigos a todo momento, já recebeu ligações da França para recomendar champagnes, mas também realiza atividades pelo Brasil. Arlei atribui o reconhecimento do seu trabalho aos estudos que realiza constantemente, à iniciativa de pesquisar e buscar novas infromações: “o estudo diário, o trabalho com dedicação e cuidado são fundamentais para o bom profissional do vinho”.

Momentos atípicos e bizarros

Arlei conta que vivenciou várias situações diferentes e estranhas durante o desenvolvimento do seu trabalho, entre elas mencionou que, certa vez, solicitaram a ele um vinho de excelente qualidade e, depois de ter servido uma taça, o cliente pediu a ele que aquecesse o vinho no “microondas”. Arlei argumentou com o cliente que o ato comprometeria a degustação, mas, por fim, teve que fazer um banho-maria para agradar o cliente.

Uma outra situação atípica que passou foi quando um cliente solicitou a ele para colocar gelo em uma taça de sauternes, um vinho renomado de alto padrão, cujas características podem ser comprometidas com a adição do gelo. Foi uma situação atípica, mas que, segundo ele, prevaleceu a vontade do cliente, “nosso objetivo é oferecer atendimento de qualidade da melhor maneira, orientar a temperatura correta, porém cada pessoa tem um gosto particular que deve sempre ser respeitado”, salienta Arlei.

Entre as dificuldades da profissão, para ele, está o medo que alguns clientes têm do profissional sommelier, “muitos acham que vamos oferecer o vinho mais caro da carta e, trata-se do contrário, o sommelier está lá para encontrar o melhor produto que se adeque ao bolso de todos os clientes”, destaca.

Recomendação para quem esta iniciando nos vinhos finos

A sua sugestão é começar por vinhos elaborados com as uvas primitivo, ou a pinot noir, e, no caso de vinhos brancos, a recomendação de Arlei é para iniciar com a torrontés que oferece um vinho perfumado, leve, com aromas florais. Uma última recomendação: “devemos ter a mente aberta para novas experiências com vinhos, conhecer rótulos diferentes, terroirs diferenciados, lembrando que sempre serão aprendizados”. Arlei está em horário comercial nos dois restaurantes, Madero e Durski, no bairro São Francisco no Centro histórico de Curitiba. 

Para assistir pelo youtube clique aqui:

Para assistir pelo instagram clique aqui:

Vinhos & Viagens

por Patrícia Ecave

Patrícia Ecave é jornalista, digital Influencer e sommelière paranaense. Trabalhou com radiojornalismo, assessoria de imprensa, eventos, produção de vídeos, funcionalismo público, gestão administrativa e gestão de pessoas. Realizou viagens enogastronômicas e cursos no país e no exterior, como Vale dos Vinhedos, Cone sul e Europa. Organiza workshops, cursos, jantares harmonizados, treinamento de equipes e consultoria geral. Escreve sobre viagens, vinhos e gastronomia.