Domingo, 17 de Outubro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Vinhos & Viagens: Conheça o Quercus produzido em Goriska Brda, na Eslovênia, a região vinícola do lado ensolarado dos Alpes

A degustação direcionada pelo enólogo Darinko Ribolic, da vinícola eslovena Klet Brda, apresentou as novas safras dos vinhos produzidos na Eslovênia, assim como detalhes de produção e do trabalho realizado pela cooperativa vinícola
04/06/2021 às 15:00

Na última quarta-feira (02), a Rootstock Vinhos promoveu em Curitiba um encontro entre alguns clientes e sua equipe para participar da degustação guiada que foi promovida pelos seus parceiros comerciais: Berkmann Wine Cellars e representantes da vinícola eslovena Klet Brda. Foram apresentados 5 rótulos, que contaram com informações técnicas do enólogo da Klet Brda, Darinko Ribolic, que trabalha há 29 anos na empresa e tem um vasto currículo de atividades internacionais voltadas para o mundo do vinho.

A Eslovênia é considerada o tesouro verde da Europa no lado ensolarado dos Alpes, onde as culturas germânica, eslava e romana se misturaram por milênios. O país tem uma tradição vinícola de 2.400 anos. O clima único, a qualidade do solo e o terreno tornaram-na uma das culturas de vinho mais interessantes do mundo. Apesar de representar apenas 0,5% dos vinhedos europeus, o país produz alguns dos melhores vinhos do mundo. 

A vinícola Klet Brda, localizada na região de Goriska Brda, foi fundada em 1957 em formato de cooperativa, que  até hoje é propriedade de produtores de vinhos locais. A cooperativa armazena seus vinhos e comercializa para os produtores, tem em torno de 1 000 hectares de vinhedos, capacidade de 170.000 hl e produção anual entre 60.000 a 80.000 hl, dos quais 50 % dos vinhos são para exportação e 50% para o consumo interno.

A vinícola Klet Brda está localizada próxima das colinas de mesmo nome, ao lado do mar, na divisa com a Itália. Os fundadores consideraram uma vitivinicultura heróica, pois as plantações são realizadas em encostas extremamente íngremes, tem clima quente e não é permitida a irrigação, por isso precisam trabalhar com sistemas de manejo para manter água dentro do vinhedo. A vinícola reúne 400 famílias, que trabalham juntas há mais de cinquenta anos e fazem do vinho local uma história de sucesso. Os organizadores destacam que a vinícola moldou o desenvolvimento econômico e a qualidade de vida em Brda desde o início e, entre seus objetivos, além de expressar em seus vinhos a singularidade do terroir de Brda, está o de utilizar um marketing eficaz para contribuir para o desenvolvimento da região e a prosperidade da população local.

A linha Quercus foi criada em 2001, seu significado vem do latim, é o nome científico do carvalho. Os vinhos são frescos, aromáticos, com bom corpo e se destacam em concursos internacionais, isso tudo é “fruto de muito trabalho e dedicação e surpreendem pelo preço oferecido”, destaca o enólogo Darinko Ribolic.

Para o diretor comercial da Rootstock, em Curitiba, Paul Tudgay, a realização de atividades como essas são fundamentais para aprofundar conhecimentos sobre novos produtos: “agora vamos complementar nosso portfólio de vinhos da Eslovênia, já trabalhamos com a Puklavec, que faz fronteira com a Croácia, e teremos o Quercus na fronteira com a Itália, um outro lado do país, com vinhos encorpados e uvas que ainda não tínhamos, como é o caso da Rebula”, destacou.

Vinhos apresentados

 

Quercus Rebula: elaborado com a uva Rebula, nativa da região, é um vinho frutado, mineral, cítrico, com aromas de limão, maçã verde, cedro, grapefruit, e no paladar é bastante refrescante. Harmoniza com peixes, frutos do mar e pratos regionais de Brda como o zlikrofi, que são pequenos dumplings cozidos recheados com bacon, cebola e batata, temperados e servidos com um molho típico feito de carne de carneiro ou de coelho.

Quercus Pinot Bianco: apresenta aroma de frutas tropicais, tem presença de mineralidade, é levemente apimentado, o que proporciona uma harmonização combinada com pratos mais condimentados.

Quercus Rose: elaborado com uva merlot, é frutado com aromas de cereja, tem acidez equilibrada e um final longo. Harmoniza com aperitivos, saladas, pratos orientais, massas e que tal um sanduíche de kranjska klobasa? É uma das maiores maravilhas da cozinha local da Eslovênia. É um tipo de linguiça tão importante que tem denominação protegida e só pode ser chamado pelo seu nome se for feita com carnes especiais de porco, bacon, alho, pimenta e sal.

Cabernet/Merlot: tem aromas varietais típicos, lembrando groselha preta, pimenta verde, cedro e hortelã. Paladar fresco, mas extremamente agradável, suave e fácil de beber, tem médio corpo, traz a finesse da uva merlot, características vegetais da Cabernet e taninos aveludados. Passa 6 meses em barrica eslava e harmoniza com carnes vermelhas e queijos de maturação média.

Quercus Pinot Grigio: no paladar, suaves toques de minerais, mel e pimenta. Aromas de pêra madura, toranja, abacaxi e canela. Corpo equilibrado e médio, com um acabamento sedoso e refrescante. Harmoniza com frutos do mar, peixes, comida japonesa e saladas.

Para o empresário Thiago Prodocimo, o evento trouxe resultados positivos e informações sobre alguns rótulos que ainda não conhecia: “todos os dados repassados pelos produtores e pelo enólogo foram super legais, adquiri mais conhecimento, sem dúvida uma ótima surpresa e esse novos rótulos comercializaremos também em nossas empresas”, concluiu.

“A oportunidade de experimentar vinhos de uma região produtora diferente e tão importante com produção e compromissos voltados para a sustentabilidade é uma experiência muito positiva, rica em aromas e sabores que valem muito a pena conhecer”, destacou a empresária e sommelière Claudia Mendes Lopes Taverna.

A Rootstock já disponibiliza o Quercus Cabernet e Merlot em seu portfólio e nas próximas semanas irá receber os novos rótulos para comercialização no Brasil.

Vinhos & Viagens

por Patrícia Ecave

Patrícia Ecave é jornalista, digital Influencer e sommelière paranaense. Trabalhou com radiojornalismo, assessoria de imprensa, eventos, produção de vídeos, funcionalismo público, gestão administrativa e gestão de pessoas. Realizou viagens enogastronômicas e cursos no país e no exterior, como Vale dos Vinhedos, Cone sul e Europa. Organiza workshops, cursos, jantares harmonizados, treinamento de equipes e consultoria geral. Escreve sobre viagens, vinhos e gastronomia.