Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Vinhos & Viagens: O vinho português que homenageia a rainha Catarina é elaborado na Península de Setúbal

Portugal nos presenteia com paisagens encantadoras, um setor de turismo rico em várias de suas cidades, além de vinhos conceituados mundialmente. O destaque de hoje é para um vinho produzido pela Quinta da Bacalhôa: o Catarina
22/06/2021 às 18:29
Sede Quinta da Bacalhoa Setúbal

A Quinta da Bacalhoa está presente em 7 regiões vitivinícolas portuguesas, com um total de 1200 hectares de vinhas, 40 quintas, 40 castas diferentes e 4 centros vínicos (adegas). A empresa distingue-se no mercado pela sua dimensão e pela autonomia em 70% da produção, a Bacalhôa dispõe de adegas nas regiões mais importantes de Portugal: Alentejo, Península de Setúbal (Azeitão), Lisboa, Bairrada, Dão e Douro. Além dos vinhos, o enoturismo está presente por meio de um projeto implementado nas diversas quintas sob o tema “Arte, Vinho e Paixão” que visa surpreender as expectativas dos mais exigentes. O nome da linha que cito hoje é o vinho Catarina, foi uma homenagem à Catarina de Bragança, esposa do rei Carlos II, Infanta de Portugal e Rainha Consorte do Reino da Inglaterra, Reino da Escócia e Reino da Irlanda, era filha de D. João IV, primeiro rei da Casa de Bragança em Portugal, e sua esposa Luísa de Gusmão. A linha é composta por dois rótulos: tinto e  branco.

Palácio Quinta da Bacalhoa

A linha Catarina é produzida na região da Península de Setúbal, situada a sul de Lisboa, é rodeada pelo oceano Atlântico e pelos rios Tejo e Sado, também é conhecida como Costa Azul por causa do mar turquesa que chama uma multidão nos dias de verão. Os 2,3 quilômetros da ponte 25 de Abril separam a capital Lisboa de Setúbal, a cidade tem um centro histórico repleto de praças interessantes, a mais famosa é a Praça do Bocage (foto), com seu piso de mosaicos. O clima é mediterrânico temperado, com verões quentes e secos e invernos amenos e chuvosos

Vinho Catarina Tinto

O vinho Catarina tinto é elaborado com as castas 60% Castelão e 40% Alicante Bouschet que encontram o terroir ideal nas vinhas de baixa produção dos solos arenosos de Palmela para vinhos ricos, encorpados, cheios na boca e complexos. Tem cor muito profunda, é muito rico e concentrado nos aromas e sabores com notas de frutos vermelhos combinados com nuances tostadas e abaunilhadas bem integradas sobre uma estrutura firme e elegante, pois 50% do vinho passa por barrica de carvalho francês por um período superior a 6 meses. O Catarina Tinto é muito versátil em termos gastronômicos, pois pode ser harmonizado com uma enorme variedade de pratos, como por exemplo: tapas, pastas, pratos de carnes brancas ou vermelhas.

Vinho Catarina Branco

O Catarina branco, por sua vez, é produzido na região de Azeitão onde há os melhores solos da região, de natureza argilo-calcária, e onde é plantada a uva chardonnay que é integrante do corte junto com as castas Arinto e Fernão Pires. O vinho estagiou 5 meses em barricas novas de carvalho francês, tem cor amarelo pálido, apresenta-se muito delicado, elegante, mineral e floral. Na boca estas impressões são completadas com notas de frutas amarelas, como o pêssego e o abacaxi,  combinadas com sensações sutis de madeira tostada, apresentando um final firme, muito fresco, mineral, longo e complexo. Harmoniza com sopas e pratos de peixe, bem como pratos mais condimentados, dado o seu corpo e complexidade aromática. 

A Quinta da Bacalhôa foi a primeira marca portuguesa  de vinho branco a fermentar parcialmente em barricas de madeira nova. É uma das referências  mais antigas da empresa, tendo trazido um novo estilo de vinho branco à realidade vinícola de Portugal. Para adquirir os rótulos Catarina com desconto, aplique o cupom “Ecave10” aqui https://rootstockvinhos.com.br/product-category/paises/portugal/

 

Vinhos & Viagens

por Patrícia Ecave

Patrícia Ecave é jornalista, digital Influencer e sommelière paranaense. Trabalhou com radiojornalismo, assessoria de imprensa, eventos, produção de vídeos, funcionalismo público, gestão administrativa e gestão de pessoas. Realizou viagens enogastronômicas e cursos no país e no exterior, como Vale dos Vinhedos, Cone sul e Europa. Organiza workshops, cursos, jantares harmonizados, treinamento de equipes e consultoria geral. Escreve sobre viagens, vinhos e gastronomia.