Domingo, 24 de Outubro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Vinhos & Viagens: Os vinhos autorais da Quinta Barroca da Tília

28/09/2021 às 14:46

Localizada em Viamão (RS), a vinícola Quinta Barroca da Tília tem entre seus diferenciais o cultivo de castas incomuns no Brasil e a produção de vinhos autorais. Além de uma produção diferenciada, a vinícola é a única no Brasil com uma pista de skate, confira mais detalhes na matéria.

O Distrito de águas Claras em Viamão (RS), distante 20km de Porto Alegre, está situado em uma região oposta às tradicionais vinícolas gaúchas, por isso tem primaveras e verões mais ventosos, quentes, secos e ensolarados, características atípicas nas demais regiões vitícolas habituais. Foi nesse local que o casal Eduardo e Simone Giovannini escolheu iniciar seu projeto experimental de vinhos autorais. O casal se conheceu ainda na faculdade de agronomia, são enólogos com Doutorado em Meio Ambiente, Eduardo ainda leciona no curso superior de Enologia e Viticultura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) no campus de Bento Gonçalves. Ambos nutrem a mesma paixão pelo vinho e juntos buscam atingir a maestria na produção de vinhos especiais com tecnologias pouco invasivas, aliadas às práticas orgânicas, naturais e ecológicas. Simone e Eduardo possuem duas filhas e netos, uma das filhas é formada em Artes e também desenvolve os rótulos de cada vinho produzido na Quinta.

Eduardo e Simone Giovannini

Eduardo é de descendência austríaca e italiana, de estilo sereno e reservado, contou pacientemente os detalhes do trabalho desenvolvido e os experimentos que se iniciaram há 10 anos. Em um solo pobre e arenoso, porém bom para videiras se desenvolverem, como conta Eduardo, foi necessário um sistema de irrigação adicional, pois estão em uma das regiões que menos chove no estado. Atualmente cultivam em torno de 28 castas e muitas delas atípicas no Brasil como a Pálava, a Saperavi, a Petit Manseng, a Vermentino, mas também plantam outras mais comuns como Cabernet Sauvignon, Merlot, Sauvignon Blanc, etc.

O casal investiu em videiras que possuem uma espécie de melhoramento genético desenvolvido na Universidade de Udine na Itália. Lá, um pesquisador descobriu quais os gens que dão resistência a 2 fungos que mais atacam videiras na Europa e criou uma variedade. Com ela, a universidade fez um cruzamento com uvas que fazem bons vinhos, o resultado tem sido bastante positivo e eu mesma pude constatar durante a visita a diferença entre videiras com esse melhoramento genético e as demais, o tratamento durante o cultivo foi reduzido significativamente nessas plantas em razão da sua qualidade e resistência. 

Com capacidade de produção de 25.000 litros, a propriedade produz vinhos jovens e vinhos com passagem por barrica de carvalho francês e, para o próximo ano, os proprietários planejam comprar barricas de carvalho americano para possibilitar outras experiências em seus vinhos. Atualmente a Quinta produz 18 vinhos diferentes e já há previsão para lançamento de 6 novos rótulos. O Nebbiolo Skate Park é outra novidade, trata-se de uma pista de skate linda e espaçosa que fica a poucos metros das videiras, uma iniciativa que também agradou as filhas e netos do casal que praticam o esporte. 

Vinhos

Kalani

Foi o primeiro rótulo lançado pela vinícola e o nome é homenagem ao primeiro neto do casal. Trata-se de um vinho tinto de uvas brancas, de coloração intensa, límpido, vermelho-rubi e brilhante. Tem aroma intenso que lembra levemente cardamomo, frutas negras (amora, jabuticaba, mirtilo) e frutas vermelhas. Apresenta notas de tabaco, couro e cogumelos. No final aparecem aromas de especiarias como cravo-da-índia, canela e pimenta preta. No paladar é intenso com taninos finos, marcantes e maduros, cacau, herbáceo e reminiscências de azeitona. Encorpado, agradável e potente, equilibrado e de boa estrutura.

Guma

Elaborado com as uvas Mouvèdre e Marselan, não passou por maturação em barricas e por isso mostra as características mais típicas das uvas. É um vinho de coloração vermelho-rubi viva e de boa acidez, dotado de um bom complexo aromático, com aromas sutis e delicados que lembram fortemente o mirtilo e a cereja. Tinto de médio corpo e boa estrutura, potente, carnudo e cheio de fruta, mostra taninos abundantes e maduros/redondos, em uma perfeita síntese entre a intensidade e o sabor, e entre o estilo elegante e equilibrado, com sabor de média persistência.

Vermentino

É um vinho de cor verde-claro ao amarelo-palha, límpido e brilhante. Apresenta aroma de média intensidade e nitidez, notas florais e de frutas cítricas, frutas tropicais e de polpa branca (pêra, maçã, melão) e boa complexidade. Seu sabor é de acidez média/alta, bom volume de boca, média persistência, lembra laranja, doce de marmelo e um pouco de salinidade, com retrogosto frutado e de média persistência.

Bruma Simone

Um vinho com caráter de nebbiolo, um presente de Eduardo a sua esposa. Vinho de cor rubi com reflexos grená, baixa intensidade, límpido (pode ser decantado para eliminar sedimentos naturais). Apresenta aromas de boa intensidade e nitidez, notas que lembram frutas secas, baunilha, tabaco, chocolate e café. O sabor destaca a acidez média/baixa, grande estrutura e volume de boca, taninos macios e equilibrado. Persistência média e o final de boca lembra baunilha.

Corvos Anjos premiado no Wines of Brazil Awards

Vinho de cor rubi-claro com reflexos grená e baixa intensidade, límpido. Apresenta aromas de boa intensidade e nitidez, notas que lembram frutas secas e em compota, baunilha, tabaco, chocolate e café. Em menor intensidade, lembra aromas defumados, amora, ameixa, violeta e caramelo. O sabor é de acidez média/baixa, média estrutura e volume de boca, taninos macios, equilibrado, untuoso, persistência média e o final de boca lembra baunilha e café. Taninos presentes e finos.

Diana

O vinho, um varietal elaborado com a Mouvèdre, é um presente para Diana, a filha mais velha do casal, que tem apreço por vinhos rosés. A uva é um dos xodós da propriedade, tem estilo de vinho barricado, porém, não passou pelo processo de estágio em madeira.

É um vinho de coloração rosado forte (rosé clarete), avermelhado, límpido e brilhante. Tem alta intensidade e nitidez de aromas cítricos, frutados (frutas vermelhas) e leve toque floral, bem como aromas derivados da fermentação malolática como manteiga. No sabor é fresco e crocante, levemente ácido e com gosto muito frutado que lembra framboesa. Persistência em boca média e muito agradável, com retrogosto igualmente frutado.

Maia

O nome é homenagem à neta, mais um exemplar tinto de uvas brancas. É um vinho de coloração rubi, de intensidade média a forte, brilhante e límpido. Dotado de aromas de amêndoa, baunilha, ameixa, cogumelos frescos, defumado doce, cinza, terroso e framboesa. No paladar apresenta acidez média, equilibrado, ameixa, tanino macio, terroso, frutas vermelhas, chá preto e leve herbáceo.

Rus de Alma

Supertoscano brasileiro, Rus de alma foi uma das primeiras uvas e necessitou de limpeza maior, um amigo da família, que ajudou a selecionar as frutas, recomendou que mantivessem um pouco de engaço para ajudar a tirar os defeitos, e por isso tem a característica de um vinho rústico. É um vinho brilhante, violáceo com reflexos rubi. Apresenta aromas de páprica, pimenta-do-reino preta e frutas negras. No paladar lembra frutas vermelhas, cereal, cevada, chocolate e café, com acidez média e taninos macios.

ProBono 2019

Elaborado com as castas Vermentino, Sangiovese e Tannat, é um vinho vermelho clarete cereja, untuoso, intenso, com perfume delicado e indecifrável. A boca é de romã, nêspera, framboesa e cacau, com um final quente, apimentado, embriagante, persistente.

As uvas são todas lavadas manualmente com água pura de poço profundo e aguardam na câmara fria onde ficam até secar para então serem vinificadas, Eduardo e Simone optaram por não fazerem corte de vinhos prontos e sim co-fermentação de uvas, um diferencial. Conhecer a Quinta Barroca da Tília foi uma experiência maravilhosa, o casal anfitrião compartilha muitas informações, além de receber os visitantes com todo acolhimento e atenção em cada detalhe, Simone e Eduardo nos fazem sentir à vontade, uma ótima opção de visita para quem aprecia vinhos finos. O estabelecimento recebe grupos de visitantes e os agendamentos podem ser realizados pelo whatsapp:  (051) 99860-4107.

Confira o vídeo:

Vinhos & Viagens

por Patrícia Ecave

Patrícia Ecave é jornalista, digital Influencer e sommelière paranaense. Trabalhou com radiojornalismo, assessoria de imprensa, eventos, produção de vídeos, funcionalismo público, gestão administrativa e gestão de pessoas. Realizou viagens enogastronômicas e cursos no país e no exterior, como Vale dos Vinhedos, Cone sul e Europa. Organiza workshops, cursos, jantares harmonizados, treinamento de equipes e consultoria geral. Escreve sobre viagens, vinhos e gastronomia.