Sábado, 04 de Dezembro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Deputado paranaense tem o mandato cassado pelo TSE após acusação de ‘caixa 2’

20/10/2021 às 09:20

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o mandato do deputado estadual Subtenente Everton (PSL) por caixa-dois. A Corte determinou ainda ao TRE a retotalização da eleição para deputado estadual do Paraná em 2018, para computar para o partido os votos destinados ao deputado punido. A decisão pode alterar a composição das bancadas.

O deputado estadual Subtenente Everton e o primeiro suplente de deputado federal da Coligação Endireita Brasil, Coronel Figueiredo, foram julgados pelo crime de caixa-dois durante suas campanhas eleitorais em 2018. Subtenente Everton foi eleito como deputado estadual como 13.047 votos.

Na ação, o Ministério Público Eleitoral (MPE) alegava no processo a não declaração na prestação de contas de um material impresso no jornal da Associação dos Militares da Reserva, Reformados e Pensionistas das Forças Armadas do Paraná (ASMIR).

Anteriormente, por apenas dois votos, o TRE-PR manteve o mandato por entender que essa divulgação não influenciou no resultado das eleições, o que não caracterizou motivos para a cassação dos mandatos conquistados democraticamente. O MPE então recorreu.

informações: XV Curitiba