Domingo, 21 de Abril de 2024

Eleições 2020: Mabel Canto propõe consultoria completa para empreendedores

2020-10-27 às 15:54

Suporte será dado pela Sala do Empreendedor e valerá para novos negócios e também empresas já abertas

A candidata Mabel Canto (PSC) irá incentivar a abertura de novos negócios com a proposta de garantir consultoria completa para a estruturação dos projetos dos empreendedores da cidade. A medida valerá tanto para novos empreendimentos quanto para negócios já estabelecidos que precisem de apoio para se fortalecerem ou ampliarem suas atividades. O trabalho ficará sob a coordenação da Sala do Empreendedor e será buscada também parceria com o Sebrae.

“A pandemia acelerou duas tendências na forma de como fazemos negócios. A maior delas é a venda de produtos e serviços de forma online. Assim o objetivo é focar na capacitação das MEIs e Microempresas para venderem seus produtos por meio de plataformas digitais, por sites e aplicativos”, explica Mabel Canto.

Com custos elevados para manter um site ou aplicativo (despesas com desenvolvedores, hospedagem, banco de dados, certificações de segurança e meios de pagamento), a ideia é criar uma espécie de cooperativa de vendas ou central de vendas. “Esse é o modelo usado pela Magalu e Lojas Americanas, por exemplo. Centenas de empresas de todo país se valem da notoriedade e credibilidade destas mega lojas para venderem seus produtos. Muito de nós aqui temos instalados os apps dessas empresas, mas quando fazemos uma compra, raramente estamos comprando delas, mas de outras empresas que vendem seus produtos por aplicativos e sites de marcas nacionais”, explica ao comentar que esse modelo pode ser aplicado em Ponta Grossa com parcerias com os cursos de graduação na área de TI.

Outra tendência é a diminuição de espaços físicos para desenvolvimento de negócios. “Não estou falando só de home office, mas também dos espaços compartilhados (coworking). Imaginem uma estrutura financiada, ainda que em partes, pela prefeitura, onde diversas pequenas empresas pudessem usufruir de espaço, internet, segurança e acessibilidade de forma conjunta, com o rateio destes custos que seriam todos arcados individualmente. Esses locais não precisam ser de grande porte, podem muito bem ser regionalizados, instalados nas praças de integração que queremos implantar, como Ruas da Cidadania que existem na capital do Estado, por exemplo”, finaliza Mabel Canto.

Da assessoria