Domingo, 26 de Maio de 2024

“A nossa candidatura é o que dá a possibilidade de um segundo turno”, diz Ricardo Gomyde, candidato a governador do Paraná

2022-08-27 às 08:14
Foto: Eduardo Vaz

Durante entrevista concedida ao portal D’Ponta News em parceria com a Rede T de rádios, na manhã deste sábado (27), Ricardo Gomyde (PDT), candidato a Governador do Paraná, fez uma análise sobre a sua candidatura.

Gomyde, que tem 52 anos, e é ex-deputado federal, destaca que a sua candidatura foi lançada recentemente e entende que boa parte do eleitorado paranaense começa a tomar conhecimento de sua carreira política somente durante o horário de propaganda eleitoral gratuito no rádio e na televisão. “Tenho absoluta certeza de que vamos crescer. Praticamente só há três candidatos competitivos, o PDT tem um bom tempo de televisão, uma boa estrutura perante todo o Estado. Nós vamos dialogando com o eleitor do Paraná”, diz.

Ele ainda completa. “A nossa candidatura é o que dá a possibilidade de que exista um segundo turno. Vai ter segundo turno, eu vou estar lá e nós vamos ganhar a eleição”, afirma.

Terceira via

O candidato figura na terceira posição na pesquisa de intenção de voto registrada pelo instituto RealTime Big Data, divulgada em 16 de agosto. Para ele, a construção de uma ‘terceira via’, tanto nacionalmente, quando em âmbito estadual, falhou devido à polarização extrema entre esquerda e direita, ou seja, entre Lula e Bolsonaro. “Vários candidatos ficaram no caminho tentando viabilizar a terceira via. Nem o governador de São Paulo se viabilizou, e outros tantos ficaram pelo meio do caminho. Tem a Simone Tebet do PMDB que está tentando alguma coisa por ali também e tem o meu candidato que é o Ciro Gomes, que ficou firme, esse está aí, com um bom percentual, fez uma boa participação no Jornal Nacional, inclusive”, diz.

Ele pondera que, no Paraná, embora a eleição também tenha se polarizado entre dois candidatos de partidos opostos, o quadro é diferente do que o nacional. “Aqui tem o candidato com mais posição, com mais intenção de pesquisa, que é o Ratinho, tem o Requião já bem atrás e são dois nomes extremamente conhecidos, porque um é governador e o outro foi governador durante três vezes”, afirma.

Confira a entrevista na íntegra: