Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

Gomyde destaca propostas para a educação em sabatina na OAB-PR

2022-09-14 às 15:38

Em sabatina realizada nesta terça-feira (13), na OAB-PR, Ricardo Gomyde, candidato ao Governo Paraná, destacou suas principais propostas para a gestão no estado. A educação esteve em destaque, com Gomyde analisando a situação atual do setor e defendendo a valorização do profissional da área e o forte investimento em tecnologia.

“A gestão atual desvalorizou os professores, não fez concursos. O secretário da educação, que veio da área privada, não acredita nos profissionais da educação e sempre buscou a terceirização. Vamos valorizar o profissional da educação, investir na reposição de quadros, no aumento de salário. Temos apenas 25 mil estudantes no ensino integral no Paraná, por isso, vamos investir também no ensino profissionalizante. Há demandas locais por profissionais, e o paranaense não consegue se inserir no mercado de trabalho porque não está capacitado para as vagas que surgem”, afirmou Gomyde, que assinou recentemente uma carta de reivindicações do APP-Sindicato (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná), assumindo compromisso com a área de educação do estado.

O candidato do PDT também destacou a necessidade de revisão da Lei Geral das Universidades. “Vamos rever e propor uma lei que não fira a autonomia das universidades. Iremos repor o quadro das nossas universidades, que estão pedindo por mais apoio. As universidades atuam isoladas, sem que haja na Secretaria de Ciência e Tecnologia uma visão sistêmica, que entenda que a universidade não é só do aluno, do professor ou do profissional que ali estejam, mas de toda a sociedade. As nossas universidades não conseguem investir em extensão e pesquisa por falta de apoio, planejamento, gestão e estrutura”, confirmou.

Gomyde comentou sobre a evasão escolar, um dos principais problemas atuais na educação do Paraná. “Evasão escolar é um problema que grita para ser solucionado pelo estado. Houve muita evasão por causa da pandemia, mas também pelo descrédito que se fez com nossas escolas, com os profissionais de educação. É preciso investir em tecnologia, internet, tornar a escola interessante, investir também no profissional da educação”, destacou.

Segundo o candidato do PDT, os recursos da educação virão de uma melhor gestão do estado. “O atual governo gastou R$ 160 milhões com a propaganda apenas laudatória e descartável. Em nosso governo, esse recurso irá para o investimento em educação e em outras áreas. O estado já teve, este ano, R$ 17 milhões de renúncia fiscal. Há alguns casos positivos, de pequenas e micro empresas, em que se troca renúncia fiscal por empregos, mas não há transparência nessa área. Vamos separar joio do trigo, tirar gorduras para investir em outros programas, como o Paraná Dignidade, que será temporário e vai dar recursos para colocar comida no prato de quem precisa, junto com capacitação profissional e reinserção no mercado de trabalho”, afirmou.

Gomyde lembrou que o PDT estudou o estado nos últimos dois anos para construir o Projeto Paraná, plano de governo do partido. “Nós percorremos todas as regiões, discutimos com movimentos sociais, as universidades e o setor produtivo para apresentar uma proposta consolidada para avançar o Paraná. Não temos um governo à altura para construir o Paraná que necessitamos. Em nossa gestão, vamos discutir com a sociedade e construir Paraná do futuro. Vamos corrigir o que está errado, melhorar o que está bom e para fazer o que nunca foi feito”, finalizou.

da assessoria