Quinta-feira, 07 de Julho de 2022

Eleições 2022: “Para o momento seria mais adequado uma pré-candidatura a deputado federal”, declara Beto Richa

12/05/2022 às 09:41
Foto: Eduardo Vaz

O ex-governador do Paraná, Beto Richa declarou, em entrevista ao programa Manhã Total da rádio Lagoa Dourada FM, nesta quinta-feira (12), que está inclinado a uma pré-candidatura a deputado federal pelo estado nas eleições deste ano.

Richa explica que a decisão será tomada até julho, período em que acontecerão as convenções partidárias, onde as candidaturas são oficializadas. “Tenho sofrido um grande apelo dos prefeitos pedindo para ir ao governo do Estado, lembrando do período de grandes investimentos e harmonia. Eu não sei ainda, até porque nosso partido está lançando um pré-candidato ao governo do Estado, um jovem político, em todas as pesquisas é o menos rejeitado, ainda não é tão conhecido, mas na medida em que é conhecido tem tido uma evolução surpreendente em todas as pesquisas realizadas até agora”, comenta citando o pré-candidato ao governo do Paraná, César Silvestri Filho, ex-prefeito de Guarapuava. “Acho que para o momento seria mais adequado uma pré-candidatura a deputado federal, com a experiência de quem foi prefeito e governador em administrações exitosas”, completa.

Com relação às eleições para presidente da República, Beto Richa é categórico. “Temos visto uma polarização de dois extremos, muitas agressões, intolerância, ódio nas redes sociais, acho que isso é ruim pro país, não sei se a gente vai assistir no período eleitoral propostas ou serão agressões, isso é muito ruim para a democracia. Então qualquer que seja o presidente eleito, eu estarei lá, se assim for o desejo dos paranaenses, para defender as grandes pautas nacionais com independência, fazer o que é correto, mas com argumentos, não com agressões”, pontua.

Ele ainda afirma que tem orgulho do legado que deixou no Paraná no período em que foi governador. “Deixei o estado com a melhor situação fiscal, que atesta o equilíbrio das contas públicas, e a melhor situação financeira do Brasil, tenho aqui o extrato do Banco do Brasil exatamente no dia em que deixei o governo. Deixei com quase R$ 7 bilhões em caixa e muitas obras contratadas, com financiamento que estão em execução até hoje”, relembra.

Confira a entrevista na íntegra: