Terça-feira, 21 de Maio de 2024

Ratinho Junior aplica R$ 60,7 milhões em ambulatórios, unidades de saúde e hospitais do Oeste do Paraná

2022-08-31 às 07:00

O Governo do Estado, na gestão Ratinho Junior, investiu R$ 60,7 milhões em obras estruturantes para melhorar e ampliar o atendimento em saúde na Macrorregião Oeste do Paraná desde 2019. Relatório da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) aponta para 150 ações em 61 municípios. O recorte geográfico abrange cinco regionais de saúde do Oeste e Sudoeste, incluindo cidades polo como Pato Branco, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Cascavel e Toledo.

O pacote contempla, entre outros investimentos, a construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúdes, as chamadas UBS; implantação de clínicas especializadas; reestruturação de hospitais; e convênios para a compra de equipamentos e insumos.

Em Cascavel, por exemplo, o Estado repassou mais de R$ 10,3 milhões para a finalização da construção da ala materno-infantil do Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP). A obra, que estava paralisada há quatro anos, foi retomada em 2021 e beneficiará pelo menos meio milhão de habitantes dos municípios de abrangência da 10ª Regional de Saúde, além de servir como referência para toda a Macrorregião Oeste.

A Sesa entregou também a sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná (Ciscopar) de Toledo, um modelo híbrido que une ambulatório médico de especialidades e Unidade de Coleta e Transfusão (UCT). O investimento foi de R$ 5,2 milhões.

Em Dois Vizinhos, o investimento foi de R$ 698 mil no Instituto de Saúde Pró-Vida. Em Matelandia, foram repassados recursos para o custeio do Hospital e Maternidade Padre Tezza. Foram, nas regiões Oeste e Sudoeste, mais de 100 UBS receberam verbas do Estado, entre reformas, ampliações, modernizações e construções novas.

PEQUENOS MUNICÍPIOS – Como forma de descentralizar o atendimento médico, o Estado ampliou também a oferta de serviços nos pequenos municípios, Barracão, Boa Vista da Aparecida, Capanema, Clevelândia, Medianeira, Ouro Verde do Oeste, São Miguel do Iguaçu e Verê, entre outras cidades, ganharam novas UBS, garantindo mais conforto e comodidade aos moradores.

PELO PARANÁ – No total geral, o Governo do Estado aplicou R$ 869 milhões em obras para a saúde em todo o Paraná ao longo de pouco mais de 3,5 anos. São, de acordo com a Sesa, R$ 498 milhões entre construções já concluídas ou em execução e mais R$ 371 milhões em obras que estão em tramitação para serem executadas nos próximos meses.

Entre os equipamentos já entregues pelo Estado, estão 223 Unidades Básicas de Saúde, 35 hospitais, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e uma Clínica da Mulher. Seguem em execução construções e reformas de mais 581 UBS, 32 hospitais, seis Prontos Atendimentos Municipais (PAM) e uma Unidade Mista (UM).

OUTRAS CONQUISTAS – Além dos investimentos em obras, o Paraná ganhou novos legados em questão de saúde pública. Um deles, fruto da pandemia, foi a maior rede de UTIs da história do Estado, chegando a mais de 4 mil leitos. Outro foi a maior renovação da frota, com mais de mil veículos entregues aos municípios. O Estado investiu mais de R$ 18 bilhões em ações e programas para os paranaenses atendidos pelo Sistema Único de Saúde.

MACRORREGIÃO DE SAÚDE OESTE
Municípios: 61
Obras: 150
Investimento: R$ 60.730.054,16

da assessoria