Domingo, 19 de Maio de 2024

“Serei uma senadora especialista em cuidar das pessoas”, diz candidata Rosane Ferreira (PV)

2022-09-01 às 07:59

Em entrevista ao portal D’Ponta News, em parceria com a Rede T de rádios, nesta quinta-feira (1º), a candidata ao Senado Rosane Ferreira (PV) afirmou que, juntamente das suplentes Elza Campos e Marlei Fernandes, pretende aproximar o Senado do cotidiano da vida das pessoas, porque, segundo ela, grande parte da população desconhece até mesmo quais as funções de um senador. “A ideia é realmente levar toda a nossa caminhada e aprendizado pro Senado Federal e fazer a diferença na vida das pessoas”, revela.

Rosane é enfermeira, com 25 anos de atuação na área, ex-deputada estadual e federal. Entre as pautas que defende, estão a Educação, Saúde, questões ambientais e oportunidades de geração de empregos para a qualidade de vida da população. “Serei uma senadora especialista em cuidar das pessoas, que vai usar a política para continuar cuidando de todas as pessoas. Eu quero falar sobre a nossa primeira suplência, que é a Elza Campos. Ela é assistente social, e quando a gente discute o programa sempre falamos do tripé: Educação, Saúde e Diminuição da fome, da miséria, oportunidade de trabalho, que isso faz o que chamo de vida digna”, diz. “E na segunda suplência a Marlei Fernandes, que é professora, pedagoga, dirigente sindical da APP Sindicato, uma pessoa que conhece a Educação no Paraná como ninguém, então nós temos uma força”, completa.

Ferreira declara que se considera a única candidata da esquerda da Federação a qual faz parte, intitulada de Federação Brasil da Esperança, composta pelo PT, PV e PC do B. Para ela, um dos motivos que a levaram a ser candidata e voltar para a política, é “para reconstruir as coisas que foram perdidas nesses últimos quatro anos”, do governo Bolsonaro.

Questões ambientais

“Na questão ambiental é o ‘fim do fim do mundo'”, declara Rosane sobre a atual situação do setor. Ela explica a importância de discutir as questões ambientais, já que influenciam todo o território brasileiro. “Se nós tivéssemos continuado na toada que vínhamos há anos atrás, hoje já era para termos banido no Brasil todos os lixões a céu aberto, já era para termos nossas indústrias de reciclagem pujante, porque era isso que a gente falava lá atrás que iríamos fazer. Tudo foi interrompido e sem contar as coisas mais sérias. Realmente a floresta Amazônica está queimando e as pessoas não entendem. O que acontece lá nos influencia diretamente aqui no Sul. E tudo isso foi abandonado”, pondera.

Oportunidades

Rosane Ferreira também defende a geração de oportunidades para a população, desta forma, é a favor da cota racial. “Eu nunca dividi as pessoas em negros, brancos, católicos ou evangélicos, mas eu sempre vi o mundo dividido em quem tem e quem não tem oportunidade. E isso faz toda a diferença”, afirma.

Ela ainda completa explicando sobre a importância da escola pública de qualidade para este fator. “Se estou aqui hoje é porque eu tive oportunidades e as pessoas certas passaram pela minha vida. Sempre estudei em escola pública, mas era uma escola pública de muita qualidade, como defende e vai brigar por isso a minha suplente, a Marlei, que estará comigo desde o primeiro dia no senado. Isso me fez ter uma visão diferente do mundo, me fez buscar outras coisas, sair de União da Vitória, da barranca do Rio Iguaçu, e vir para a capital para fazer uma faculdade, depois me especializei em saúde”, relembra.

Confira a entrevista na íntegra: 

Ao vivo: Entrevista com a candidata ao Senado Rosane Ferreira (PV)