D’P Saúde: Benesses do outono – Chácara Maria Emília | D'Ponta News - Notícias do Paraná - Jornalismo sério para leitores exigentes!
Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024

D’P Saúde: Benesses do outono – Chácara Maria Emília

2022-07-09 às 09:21

por Enrique Bayer

Alimentos típicos da estação, como couve-flor, cenoura, beterraba, brócolis e batata-doce, proporcionam inúmeros benefícios para a saúde – principalmente se forem orgânicos

Você sabe o que a couve-flor, o brócolis, a cenoura, a beterraba e a batata-doce têm em comum? São todos alimentos típicos do outono. Apesar de presentes nas prateleiras dos mercados durante todo o ano, esses cultivos são favorecidos pelas condições climáticas da estação. Agora em evidência, frutas, verduras e legumes típicos dessa época estão entre alguns dos mais comuns nas mesas e entre os mais benéficos para o organismo humano.

A beterraba, por exemplo, é rica em vitamina C e carotenóides, compostos fenólicos e flavonoides. Conhecida por ser um potente antioxidante, ela tem ainda inúmeras propriedades anti-inflamatórias. Também combate a anemia, mantém a saúde dos músculos, previne o envelhecimento precoce e melhora o rendimento nos treinos.

A batata-doce, por sua vez, é fonte de energia de baixo índice glicêmico, auxiliando a controlar os níveis de açúcar no sangue. Rica em componentes antioxidantes como a criptoxantina, antocianina e a vitamina A, ela ajuda a expulsar as toxinas acumuladas no organismo. Além disso, tem propriedades anti-inflamatórias pelo teor de vitamina C, B6, beta caroteno e manganês que possui.

Uma das queridinhas da estação, a cenoura é rica em sais minerais, como ferro e cálcio, vitaminas K, A, C, E e do complexo B, e ainda tem a vantagem de ofertar poucas calorias. O legume contribui para a saúde dos olhos, da pele e até do cérebro, além de ter influência positiva no colesterol.

Demanda crescente

Tantas propriedades naturais vão de encontro a uma demanda crescente no mercado nacional. Isso porque, quando se trata de saúde, automaticamente se pensa em alimentação saudável e consumo de orgânicos. Segundo o Panorama de Consumo de Orgânicos no Brasil 2021, resultado de uma pesquisa realizada pela Associação de Promoção de Orgânicos (Organis), 73% dos brasileiros consome esse tipo de alimento para melhorar a saúde ou porque é mais saudável.

Se essa é uma preocupação na sua rotina, você não está sozinho: a mesma pesquisa aponta que 31% dos brasileiros consomem orgânicos pelo menos uma vez por mês – contra 19% em relação à pesquisa de 2019.

Sul e centro-oeste são as regiões que mais consomem esse tipo de alimento: 39% da população nesses estados come orgânicos pelo menos uma vez a cada 30 dias. Em seguida, está o nordeste, com 32% da população; o Sudeste, com 26%; e o Norte, com 15%. Entre os produtos mais consumidos, estão os de hortifrúti (75% do consumo total), grãos (12%) e cereais (10%).

Os irmãos Bruno e Elisa Bauer, sócios-proprietários da chácara Maria Emília

Na região

Em Ponta Grossa, quem busca alimentação saudável tem uma opção: a Chácara Maria Emília. Com o lema “Coma bem, viva melhor”, a chácara está desde 2011 focada na produção de hortifrútis orgânicos.
Bruno Bauer, que, junto com a irmã Elisa Bauer, é responsável pelo empreendimento, explica que a chácara está com a família há 60 anos. “O meu avô adquiriu ela em 1942, quando se aposentou. Tivemos plantação de uvas de mesa, plantação de grãos, reflorestamento… Era a minha mãe quem trabalhava com hortifrúti”, relembra.

Bauer conta que, quando assumiu a propriedade, em 2011, o carro-chefe da chácara era a produção de frangos, mas as parcerias para vendas não eram vantajosas. “Começamos a focar nos hortifrúti porque uma empresa de São José dos Pinhais precisava de um produtor de tomates aqui na cidade e as condições para a produção aqui são ideais”, aponta.

Após mudar o foco da produção, a chácara vem apostando na diversidade de cultivos. Agora, no outono, uma das indicações dos agrônomos é apostar no alface. O brócolis também pode ser uma opção. O alface, um dos cultivos da chácara, tem propriedades que ajudam o organismo a eliminar toxinas e acelerar o metabolismo, como cálcio, magnésio e potássio.

Já o brócolis, que também é cultivado na propriedade, é conhecido por fortalecer o sistema imunológico, reduzir o risco de alguns tipos de cânceres – como o de mama – e melhorar a saúde bucal.

Focada na produção de hortifrútis, a chácara Maria Emília é referência em alimentos frescos e orgânicos na região

Certificação

A expertise de 14 anos trouxe conhecimento e reconhecimento à Maria Emília: recentemente, a chácara passou por um processo de auditoria – necessário para a certificação da propriedade como produtora de orgânicos – e obteve 100% de conformidade com os padrões exigidos.

Bauer conta que, além do cultivo, a chácara oferece aulas de educação ambiental, uma das chaves para uma alimentação mais saudável. “Nós vimos que tinha uma necessidade disso na cidade, especialmente em relação aos mais jovens, que não têm mais contato com as propriedades rurais. Ensinamos a plantar e mostramos os animais que também temos aqui”, detalha.

A variedade de alimentos que a chácara produz, inclusive no outono, mostra que os orgânicos são uma boa opção para quem busca uma alimentação saudável, balanceada e variada, uma tendência crescente em todo o país.

D’P SERVIÇO
Chácara Maria Emília
Endereço: Final da Avenida Anita Garibaldi
Site: www.chacaramariaemilia.com.br
Instagram: @chacaramariaemiliaorganicos
Facebook: www.facebook.com/maria.emilia.organicos
Telefone: (42) 3238-1909 / (41) 99773-6820
Aplicativo: “Chácara Maria Emília” na App Store ou Google Play

Conteúdo publicado originalmente na Revista D’Ponta #290 Junho de 2022.