“Você sabe a diferença entre um Influenciador Digital e um Produtor de Conteúdo para a criação de conexões?”, por Lúcio Olivo Rosas | D'Ponta News - Notícias do Paraná - Jornalismo sério para leitores exigentes!
Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024

“Você sabe a diferença entre um Influenciador Digital e um Produtor de Conteúdo para a criação de conexões?”, por Lúcio Olivo Rosas

2023-08-17 às 10:00

No mundo digital, as profissões se modificam de forma rápida, em todas as áreas, e na comunicação não é diferente. A explosão dos Influenciadores digitais aumentou esta percepção com outras profissões do mesmo ambiente. Recente estudo da IAB analisou os movimentos que ocorrem no mercado publicitário.

Quando a internet surgiu, havia poucos produtores de conteúdo, chamados na época de blogueiros ou blogueiras, que tinham a função de influenciar as pessoas.

Atualmente, o blogueiro pode ser visto como um PRODUTOR DE CONTEÚDO, podendo ser uma pessoa que escreve para um blog específico, ou um jornalista que produz matérias para diversos canais de comunicação, ou até mesmo vídeos para empresas e influenciadores.

O produtor de conteúdo é um profissional que, geralmente, tem um site ou blog onde publica conteúdos relevantes para uma audiência. Assim, é sua responsabilidade produzir um conteúdo de qualidade, autoral, e empregar técnicas de SEO para se manter bem posicionado nas buscas do Google, o que, na prática, significa que o seu material oferece uma solução aos seus potenciais clientes, o que pode resultar em uma grande chance de ter seu conteúdo considerado relevante, ser encontrado facilmente e levar as pessoas a seu site.

Dessa forma, se você trabalha com viagens de lazer ou corporativas, ou qualquer outro serviço relacionado à área de turismo, investir em conteúdo mais elaborado e visualmente atraente resultará em melhores resultados. Por outro lado, aqueles que lidam com animais de estimação podem optar por um criador de conteúdo que possua animais de estimação e possa promover seus produtos através de um vídeo divertido.

O INFLUENCIADOR DIGITAL, ou “digital influencer”, como é conhecido popularmente, é aquele que tem uma grande presença nas redes sociais, podendo ser classificado como influenciador celebridade, que já é conhecido por atuar como ator, cantor ou modelo e, por isso, tem uma grande quantidade de seguidores nas redes sociais. Ou como influenciador especializado, que tem conhecimento sobre um determinado tema e desperta a atenção de um público bastante específico, que procura saber mais sobre o tema.

Geralmente, alimenta suas redes sociais com a sua rotina, mostrando seu trabalho, vida gastronômica, sua suposta realidade diária, dando dicas de diversos setores. Hoje, os “digitais Influencers” podem estar especializados em diferentes setores, como a moda, economia, esporte, humor, entretenimento, dentre outros.

Entretanto, vale ressaltar que, um influenciador digital pode ser um criador de conteúdo e vice-versa.

Como os consumidores percebem a explosão de conteúdos que tratam de diversos temas com opiniões divergentes?

“Dada a velocidade da evolução digital, a dispersão da atenção das pessoas em meio ao excesso de postagens e anúncios, faz com que elas se tornem cada vez mais cansadas de tanto conteúdo e propaganda.” Lúcio Rosas

As empresas começaram a repensar estratégias para aumentar a presença online e o engajamento com os consumidores, para manter e despertar a atenção dos consumidores. De acordo com um estudo recente do IAB Brasil, as pessoas procuram nas redes sociais informações e conselhos sobre produtos e serviços.

Podemos identificar que a narrativa nos anúncios, ou posts, migra para uma nova linguagem, focando em anúncios mais diretos a audiência, ou seja, que sejam relevantes para as pessoas.

Para assegurar que sua marca permaneça com longevidade e relevância para as pessoas, é necessário que ambos as partes assumam uma postura RESPONSÁVEL e VERDADEIRA em seus conteúdos. A entrega real daquilo que se divulga e/ou propaga, deve ser a base para a autenticidade das marcas.

Dessa forma, o engajamento proposto atualmente ganha contornos de envolvimento, ao invés de apenas efeitos, com a criação de conversas, a criação de comunidades, e buscando um equilíbrio entre o tipo de conteúdo oferecido, seja informativo, inspiracional ou educativo, mas, sobretudo, relevante para as pessoas.

Mas, qual a importância desses conteúdos, na capacidade de modificar a vida das pessoas?

De acordo com o estudo do IAB Brasil, realizado em conjunto com a empresa de pesquisa Offerwise, 92% das pessoas já aplicaram dicas de criadores de conteúdo digital em suas vidas. De acordo com a pesquisa, 79% dos entrevistados consomem material criado por influenciadores digitais.

Segundo o levantamento, os nichos de influenciadores mais consumidos são: humor e entretenimento (52%), música (48%), culinária e gastronomia (40%), fitness e Saúde (40%), tecnologia (39%). Para 55%, a grande motivação para seguir um criador de conteúdo são “aprender novas coisas e ampliar conhecimentos” – 44% das pessoas acreditam que, assim, podem obter dicas e conselhos úteis.

Coluna Connecting

por Lucio Olivo Rosas

Lucio Olivo Rosas é mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), especialista em Direito dos Empreendimentos Econômicos, pela UNIPAR/PR (Universidade Paranaense), graduado em Direito pela UEM (Universidade Estadual de Maringá) e Administração pela UNICESUMAR/PR (Centro Universitário de Maringá). Com vasta experiência profissional na área do Marketing e Comunicação, sendo professor universitário por mais de 20 anos, foi Coordenador de Mídias Institucionais e Marketing Estratégico na Unipar e, recentemente, exerceu a função de Secretário de Comunicação do Município de Maringá, além de consultor empresarial e conferencista nas áreas de Marketing Digital, Legislação do Consumidor, Comunicação e Negócios.