Nutrição Descomplicada: ‘Oito erros que te impedem de emagrecer ’, por Fernanda Mattos | D'Ponta News - Notícias do Paraná - Jornalismo sério para leitores exigentes!
Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024

Nutrição Descomplicada: ‘Oito erros que te impedem de emagrecer ’, por Fernanda Mattos

2022-12-31 às 14:43

Você já se questionou por que não emagrece, mesmo fazendo “tudo certo” e até mesmo passando fome? Mas eis a questão: o que é “fazer tudo certo” para você?

Muitas vezes, o problema é a referência do que você acredita que é correto, pois vejo muita gente errando, no intuito de acertar.

Acreditando que contar calorias é o que traz resultado, você troca tudo por light, adere ao adoçante, corta o jantar, come só carne e salada no almoço e fica lutando para não comer um docinho durante a tarde.

Mas será que para emagrecer é preciso tudo isso? A resposta é não. Calorias são importantes no processo de emagrecimento, mas focar somente nelas não traz o resultado que você deseja.

Emagrecer é uma combinação de diversos fatores, como sono adequado, funcionamento do intestino, manejo do estresse, exercício, qualidade da dieta, fornecimento de nutrientes e mudança de mentalidade.

Um sono inadequado pode interferir na produção hormonal e, por consequência, predispor a diversas doenças, como resistência à insulina, que dificulta o emagrecimento. Além disso, dormir mal pode aumentar a fome e o desejo por alimentos calóricos.

O intestino é a principal porta de entrada dos nutrientes no nosso organismo. Quando o intestino vai mal, absorvemos menos nutrientes e abrimos passagem para toxinas entrarem no nosso corpo, causando danos em diversos órgãos. Isso sem falar que aquele desejo incontrolável por doces pode estar relacionado a um desequilíbrio na microbiota intestinal.

E, falando em nutrientes, não adianta comer pouco e comer mal. A tireoide, que é maestro do nosso metabolismo, precisa de nutrientes para funcionar, como ferro, zinco, selênio, vitaminas do complexo B e vitamina D. Se você não fornece esses nutrientes, o metabolismo fica prejudicado.

Quanto ao estresse, a produção elevada de cortisol decorrente dessa situação facilita o acúmulo de gordura corporal, principalmente na região abdominal. Além disso, se você está estressado, dificilmente optará por comer uma salada em vez de pizza, não é mesmo?

Nem preciso me estender falando da importância do exercício físico, que, além de aumentar o gasto energético, também pode ser uma excelente forma de ajudar no controle do estresse. O que você não imagina é que, muitas vezes, eu não incentivo a prática do exercício já de imediato. Sabe por quê? Porque é muito comum a pessoa se denominar “preguiçosa”, quando, na verdade, ela está desnutrida, embora acima do peso. A deficiência de vitamina B12 e ferro, por exemplo, causa muito cansaço, indisposição e sonolência. Primeiro corrigimos essa deficiência e depois a pessoa se sente muito mais disposta a iniciar um exercício físico, inclusive com melhor rendimento.

E, por fim, não adianta tudo isso se a sua dieta não for possível de ser seguida no seu dia a dia. A alimentação precisa se encaixar na sua rotina e é essencial uma visão de longo prazo, porque somente assim você conseguirá manter o resultado obtido.

Fernanda Mattos é nutricionista formada pelo Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (CESCAGE) e pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional e mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) na área de cirurgia bariátrica.

Nutrição Descomplicada

por Fernanda Mattos

Fernanda Mattos é nutricionista há mais de 10 anos e presta atendimento clínico voltado ao emagrecimento. Possui especialização em Nutrição Clínica Funcional e mestrado em Ciências da Saúde sobre cirurgia bariátrica, com mais de 5 anos de experiência nessa área. É membro da Comissão de Especialidades Associadas da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica e foi docente do curso de Nutrição. É uma nutricionista da vida real, que acredita ser possível emagrecer comendo as coisas que ama. Sua forma de trabalho combina ciência com acolhimento, buscando descomplicar a alimentação e mostrando que o simples traz resultado. Colunista D'Ponta desde 2022.